Dúvidas

Dúvidas

Por que não conseguimos amar mais? Por que não conseguimos tolerar quem nos faz mal? Por que não conseguimos aceitar com plenitude? Por que temos tantos obstáculos pra ter paz? Por que a paciência é tão seletiva? Por que os sentimentos ruins nos impulsionam? Por que as questões sociais nos afetam tanto? Por que parece que estamos competindo pra ver quem sofre mais? Por que estamos aqui, nesse terreno tão hostil, nós que queríamos amar mais? As perguntas são mais importantes que as respostas. Até quando? Pra que? Por que eu estou sob essa condição? Por que? Pra que? Em que?... ler mais
Eu e ele

Eu e ele

Eu e ele quebramos minha cama Conversamos sobre terra plana Era amor, minha casa ele varria Ele conseguia ter empatia Ele peixe, eu timão Uma hora terei que abrir mão. Me abraçou, me marcou Me conquistou, Me deixou. Não sabe me dizer não, Mas diz sim em vão. Ele me inspira, É tão triste quando se retira. Ele não está aqui, Ele não está nem aí. Eu o deixo ir. Um dia vou pensar nele e só... ler mais
Eu não quero ser você

Eu não quero ser você

Eu sou eu Mas você acha que eu sou você Sou uma parte sua Que você rejeita Que você afasta e não respeita Prefere não conhecer Mas hoje vim por nós aqui interceder Você me fez me sentir “a Mais” Mas sempre foi o melhor dos pais O mais grave bullying vem de casa Agradeço e hoje já regenerei essa minha asa Sempre soube da semelhança Não é questão de herança A buscar meu centro Vi que a briga vem de dentro Você sempre foi exemplar, Só não precisava exagerar me sentia diminuída, Eu não tinha consciência. Era sutil, não tinha violência Me sentia sem importância Isso me levou a militância Aqui só tem amor Superei tanta dor! Mas até que ponto a conexão Depende da outra parte ou não? Eu não sou a única na relação A outra parte tem que querer aproximação Algo nos afasta, nem sei Foi por isso que apelei… Eu aposto que sou a sua Maior sombra também Talvez desde neném O que devo ter te feito, Pra tanta falta de respeito? Aos 11 e aos 15 nem sabia me defender Você gostava de que? De me ofender? O pior bullying foi em casa, Sei que não sou o que me disse Mas tu é palhaço? queria que eu risse? Eu era criança Quando tirava sarro de tudo que era meu, Nunca foi violento, você me explica então porque doeu? Nunca entendi porque o sistema não gostava de mim Mas se nem meu Velho me valorizava tanto assim, A errada devia ser eu. E assim tudo isso sobreviveu! Me fortaleci, me orientei, Me descobri... ler mais
Carta 1

Carta 1

Bebetopia, Já faz pouco mais de um mês que eu descobri que você tá aqui. No dia 26 de agosto eu fiz o primeiro teste de farmácia e depois fui no pronto socorro pra confirmar. Cheguei às 2 da manhã em casa, quase não consegui dormir. Juntei um grupo de WhatsApp com seus tios, tias e primos mais velhos, fizemos uma festa virtual. Sabia que seus avós iriam ficar muito felizes, então resolvi contar alguns dias depois, pessoalmente. Um dos seus tios queimou a largada, sem querer, e contou pra eles. Eles ficaram realmente muito felizes. Seu avô disse que quando soube, saiu pulando e dizendo “vou ser vovô! Vou ser vovô!” E, mesmo já sendo, se emocionou com o novo netinho ou netinha. Sua avó 👵🏽 nem falo nada… está tão feliz!! Conversa com você toda noite que estamos juntas, quando ela vem me da boa noite. Você já é um Ser muito amado. Quando descobri você aqui, eu ainda não estava sentindo nenhum enjoo ou cansaço, apenas cheiros muito forte e uma semana de atraso menstrual, o que foi definitivo pra eu saber que você estava aqui. Depois de alguns dias, toda canseira e enjoos vieram, mas nada me desanima e sei que quando passar, não vou nem me lembrar. Eu tenho tanto amor pra dar pra você, tenho medos e inseguranças, mas quando eu estou junto com nossa família e amigas, esse medo diminui. Nossa rede de apoio, tanto em Santos como em São Paulo, é enorme!!! Estamos seguros! Plantamos amor e colhemos amor. Bebetopia, estamos em transição de um planeta de provas e expiações para... ler mais
Ego Espiritual: uma santa nervosinha?!

Ego Espiritual: uma santa nervosinha?!

Nos últimos tempos, algumas pessoas questionaram se eu ser “espiritualista” e “feminista” ao mesmo tempo não seria uma contradição. Bem… Sim! Talvez, aos olhos treinados, condicionados e cheios de esteriótipos, seria uma contradição eu ser alguém que “odeia homens e acha que as mulheres devem dominar o mundo” versus uma “Santa que aceita tudo o que lhe acontece, incluindo agressões físicas e psicológicas, com extrema paciência”. Para essas pessoas, por eu ser espiritualista, deveria ser imune de opressões e sofrimento, e apenas ficar rezando por melhorias e agradecendo meus privilégios. Enquanto uma feminista sairia às ruas pedindo morte a todos os homens. Mas não, por incrível que pareça, eu me dou o direito de ir contra os esteriótipos que querem perpetuar dessas duas características que nessa vida me faz ser o indivíduo que sou. Sou feminista, sim. Sou espiritualista, também. Uma coisa não anula a outra, ao contrário, me fortalece e eu sou livre pra viver a vida como quero e, mesmo que questionem a legitimidade disso tudo, eu sou livre pra ser quem eu quero ser – mesmo que, para preconceituosos, eu pareça hipócrita. Então, resumindo: não! Não é contradição ser espiritualista e feminista ao mesmo tempo. Bem, na verdade, ser feminista só significa que eu percebo (na pele) a opressão que mulheres sofrem diariamente, percebo que existem atitudes que fazem com que as mulheres sejam diminuídas perante a sociedade e entendo que isso tudo é uma construção muito sutil, embora estrutural. O feminismo me faz enxergar tudo isso com muito mais clareza e também me traz a possibilidade de trabalhar em cima disso por uma mudança, ainda... ler mais
Feminista também erra

Feminista também erra

Tudo começou porque ele disse: “acho bom você…” qualquer coisa. E eu quis apontar que discurso de um homem para uma mulher “acho bom você fazer…” era bem escroto para mim. E aí a coisa se agrava, porque “as pessoas estão tão loucas que não conseguem fazer nenhum tipo de reflexão” . Mas e aí, será que eu não posso tá errada e realmente ter errado com ele? Não sou uma feminista perfeita, mas sou a melhor que posso ser. Recebo muita crítica de macho #chateado com meus posts, mas nem percebem que estão manifestando seu machismo, porque eu estou sempre fazendo um trabalho consciente e fundamentado, e eles não ligam, só querem estar certos – quando atinge o ego deles, eles não gostam, são duros comigo. Os machistas estão tão loucos que não conseguem fazer nenhum tipo de reflexão sobre o que uma feminista diz. Mas…. Porque enquanto eu tô falando sobre feminismo num ponto de algo que eles se “beneficiam” gostam (liberdade sexual, por exemplo), mas quando vou falar da atitude machista ou da reprodução do machismo deles, eles não gostam? Visto que recebo muito Feedback do público, notei um padrão. A maioria das pessoas que reclamam da forma que eu luto, são as pessoas que eu acho que deveriam avaliar o que eu digo. São pessoas inconscientemente machistas, e são elas as que têm grandes problemas com meus posts… Já pessoas mais maduras, conscientes, empáticas… respeitosas… pessoas que se assumem ser potenciais machistas e, portanto, aceitam com coração aberto a expressão da feminista… essas pessoas costumam debater de forma coerente e chegarmos a expansão da mente.... ler mais
Reflexões matinais sobre a humanidade

Reflexões matinais sobre a humanidade

Por que pessoas brancas ficam falando de racismo reverso; homofóbico fala que sofre heterofobia; e homens reclamam do feminismo? Egoismo. Só o egoísta na situação não vê. Já errei como branca, ainda erro. Cuido muito pra não fazer papel de opressora, tenho medo de magoar e ofender, estou trabalhando em deixar fluir, sem medo, essa consciência… a questão é…. Se você nega seu egoísmo, se usa uma lógica reversa pra tirar seu cu da reta, meu amigo, se enxerga. Vai procurar se informar. Ouve essas pessoas que estão berrando para serem escutadas e você ai, querendo se defender, sempre querendo que sua fala seja a que prevalece. Discurso de ódio não é opinião, é egoísmo, silenciar a pessoa oprimida também. Quem é você na fila do pão pra querer ser sempre mais importante e sempre o certo? Opressão = sufocar = tirar o ar = metaforicamente ou não = violentar e em seguida silenciar com mais violência = das micro agressões à tragédia = o que sofrem grupos chamados de ‘minoria’, mas que é a maioria.    Alguns tão acostumados a não estarem errados nunca. E eles vão sempre ter esse privilégio, achando que sempre podem silenciar e deslegitimar a causa dos outros porque… sim. Nossa resistência é diária e existe uma coisa chamada de microagressões que sofremos todo dia. Somos fortes, aguentamos, mas queremos que pare a violência – das micro agressões à tragédia. Queremos que pare. Alguns dizem que sempre foi assim, sempre vai ser. Será? Se a gente veio aqui pra falar… Sacudir as estruturas e garantir a liberdade das gerações futuras… Será que iremos silenciar agora? Infelizmente esses... ler mais
A sociedade pode mudar

A sociedade pode mudar

(Na brisa, larica, avista uma PF será um blefe, minada, sou mais uma mimada! Já tem enquadro acontecendo, eu saio ilesa mais um vez, no auge dos meus privilégios vou vivendo. Refletindo… Sempre tive tudo, meu pai sempre proveu sou grata ao burguês aproveitei e agora é minha vez vou usar tudo que absorvi para revolucionar, usar tudo que eu aprendi.) A juventude resiste, resiste, existe! Eles não querem que existamos Veja a situação em que estamos Alguns se submetem Não gosto quando se metem querem podar nossas asas e tudo isso vem de nossas casas A juventude resiste, resiste e existe! Nosso país é um caos, clientelista Se há contraste, quem desfruta a boa vista? Os jovens são ensinados A serem todos gados Mas não podem nos parar tudo que sabemos fazer é questionar! A juventude resiste, resiste para existir! porque uma coisa eu sei que todo mundo merece ser tratado melhor que um vagabundo luta, porque só a luta muda a vida luto, que é verbo pra subida da vitória, só desfruta quem se alista na disputa A juventude resiste, insiste, resiste e existe! Tá todo mundo afogado na carência, buscamos sabedoria além da aparência Já passou a época em que tirávamos da natureza hoje exploramos tudo que vai à mesa tá tudo errado, não é possível ou sou eu que sou por demais de sensível? A juventude resiste até o fim, ela existe! Os poderosos ocultam a importância da nossa força de trabalho e constância nos tornamos alienados nos especializamos em cenários fechados Nós somos força de trabalho, a arte da guerra, somos o zap do baralho!... ler mais
Se dói, não vai

Se dói, não vai

Se dói, não transa Não se obriga Não se fere Não se maltrata não se permita sofrer! Se dói, física ou emocionalmente, Não se deixe levar pelo dever. Amar é pra ser bom Intimidade é pra ser leve. Se você não sabe os porquês Se questione, sempre, não faça nada no automático. Você não tem obrigação De fazer nada por ninguém, A não ser por você, Tentar ser feliz. Se quiser um objetivo, Uma obrigação a seguir. Uma missão… Ser sua melhor... ler mais
A Resistência das Minas

A Resistência das Minas

  A Resistência das Minas é o meu primeiro Single. meu grito de liberdade com a arte, uma verdadeira catarse. Muita coisa que eu passo por escolher ser artista em uma sociedade com valores machistas está resumida aqui, nessa track, com o beat pesado produzido por Estúdio Du Barraco, com um salve especial ao DJ Canjão. Com muito orgulho pelo trabalho e gratidão a todas as mulheres envolvidas na minha carreira e no meu empoderamento pessoal, apresento a vocês, A Resistência das Minas – querem a gente quietinha? Eu não! Nenhuma de nós! Escute a track no SoundClound também: https://soundcloud.com/gabitopia/a-resistencia-das-minas-gabitopia/s-7XbCH   A Resistência das Minas Eu tô chegando Eu tô chegando na pista Meu nome já tá na lista Eu tô pra fama Porém.. não gama Nem dá uma de moralista Eu tô… Ahahn, já falei que eu tô na pista Falta espaço e atenção Pras minas Cuidado, amor, onde põe a mão Não é dessa atenção que me refiro Se não casar a ideia… me retiro Você pode nem acreditar Mas essa é a realidade do meu lar Lar, Santos, Brasil, Planeta Terra Essa merda de sistema só me ferra Quis viver de arte Mas por isso me exponho A assédio diário Se fosse um rapazinho Vem brother, vem maninho Vamo musicar essa poesia Mas se for a mana… Vamo leva ela pra cama nem vamo ouvi o mimimi dela eu só quero tirar a roupa dela Quero fazer sucesso, Eu quero ser ouvida Mas eu permaneço um ser completo e inteiro Não vou tirar roupa por dinheiro. Sem enrolação, mando a real Nada do que você ve aqui é teatral... ler mais
Página 1 de 3712345...102030...Última »

Confira meu Single A Resistência das Minas

 

Sou escritora, terapeuta holística, facilitadora de processos de autoconhecimento e estou colocando “Ritmo” em meus escritos (Poesias) e fazendo um RaP disso tudo, um rap no estilo “zen vergonha”, risos.

Eu amo escrever e compartilho meus processos de evolução para que as pessoas se sintam inspiradas a correrem atrás de seus próprios sonhos.  Quando eu escrevo, exponho meu ponto de vista. Minha leitora ou meu leitor não necessariamente concorda comigo e, na verdade, concordar ou não é o que menos me importa.

Quando escrevo, estou fazendo uma terapia. Estou tirando algumas conclusões de assuntos que muitas vezes são inconclusivos. Conclusões essas que posso expandir ou até mudar a partir de uma nova informação ou experiência. Quando escrevo, estou racionalizando meus processos de autoconhecimento e conhecimento do mundo.

Quando eu disponibilizo o que estou escrevendo para que as outras pessoas possam ler, minha intenção é que, se sentirem no coração, reflitam sobre e tirem suas conclusões pelas próprias experiências!

Como terapeuta e facilitadora de processos de autoconhecimento, sou praticante da técnica de cura energética ThetaHealing e criei uma Oficina de Autoconhecimento. Essa Oficina tem uma metodologia exclusiva porque é do meu coração para o coração de vocês, eu mesma desenvolvi a partir de estudos de comunicação (sou formada em Jornalismo), cura energética e reprogramação mental (ThetaHealing e outras técnicas) –  então é bem especial mesmo <3

Essa metodologia chamada Sistema de Gerenciamento de Questões Pessoais propõe um novo olhar sobre um “problema” (questão), com foco na *solução*.

Estou produzindo meu primeiro álbum de música como Gabitopia e logo tratei novidades <3

 

Paz e Luz

Nesta categoria, você encontrará textos sobre minha experiência com a espiritualidade. Como um Ser em evolução, faço aqui as reflexões sobre como me conectar com meu Eu superior e como posso ser uma pessoa melhor no meu cotidiano com minha família, amigos, desconhecidos e nas relações profissionais.

Esta categoria é muito mais genérica e estão os textos sobre comportamento, vegetarianismo e outras reflexões sobre o meu estilo de vida ideal.
Estilo de Vida

Esta categoria é muito mais genérica e estão os textos sobre comportamento, vegetarianismo e outras reflexões sobre o meu estilo de vida ideal.

A categoria mais antiga do blog! Em Crônicas você pode ler todos meus textos cheios de aventura, romance, reflexões e, claro, muito beijo na boca. Tudo escrito com muito carinho, cada crônica escrita no tom e no ritmo que achei coerente para o tema.

A categoria mais nova do site, criada em Julho de 2015.  Segundo Aristóteles, a catarse diz respeito à purificação das almas por meio de uma descarga emocional provocada por um drama. Neste espaço exponho porque eu me sinto purificada com algumas obras artísticas, por exemplo: músicas, longas ou curtas ou artes plásticas.
Catarses

A categoria mais nova do site, criada em Julho de 2015.  Segundo Aristóteles, a catarse diz respeito à purificação das almas por meio de uma descarga emocional provocada por um drama. Neste espaço exponho porque eu me sinto purificada com algumas obras artísticas, por exemplo: músicas, longas ou curtas ou artes plásticas.

Em Matérias, publico os textos jornalísticos que produzo de forma independente e livre. Os temas são os mais diversos, inspirados nos últimos acontecimentos ou de temas que são relevantes para mim. Alguns materiais são da época da faculdade em que guardo com muito carinho toda aprendizagem dessa importante fase da minha vida.

Essa categoria foi criada após eu conhecer o campo da manipulação de energia com o objetivo de curar minhas feridas emocionais e fisicas, sanando-as e desobstruindo meus centros de energia para que eu possa cumprir minha missão de forma mais saudável, feliz, em paz e com gratidão. Aqui compartilho o que aprendo.

Gabriela Pagliuca

aka/vulgo Gabitopia

Sou artista e facilito processo de autoconsciência. Alimento o Gabitopia, esse blog, há mais de 11 anos. Estudei e sigo estudando comunicação, facilitação de grupos e técnicas de cura a partir de manipulação de energia (holística).

Meu blog é onde está quase todo meu trabalho como escritora, para saber mais clique aqui. Para saber mais do meu trabalho como facilitadora de processos de autoconhecimento, acesse aqui.

Meu propósito é amar, dar amor e estar em paz. Aqui é meu lar virtual, uma ferramenta para eu cumprir meu papel!

Gosta do Gabitopia?

Faça uma Contribuição Voluntária

Para apoiar o Gabitopia e meu trabalho de forma geral, você pode contribuir no botão abaixo, com o valor que quiser. Se quiser fazer uma contribuição voluntária ou parceria recorrente (mensal, semestral, etc), entre em contato no gabitopia@gmail.com que podemos conversar melhor.

Agradeço muito a todos que já me apoiam, pois sem esse apoio não conseguiria!

Envie uma mensagem preenchendo o formulário:

gabitopia@gmail.com

w

(13) 981310537

whatsapp