Apresento-te: Érica.

Érica significa sempre forte, como ela sempre foi. Não é perfeita, mas é interessante. Érica nasceu de um casal de adolescentes em 25 de fevereiro 1988. Pisciana. Louca de vontade de viver a vida a flor da pele. Consciente mais do que, talvez, suas amigas por seus pais serem tão jovens, sua mãe hoje com 35 anos e seu pai com 37, separados desde 1991. Kaká, como gosta de ser chamada foi aprendendo com seus erros e foi estabelecendo regras para ela mesma com o intuito de ser mais justa e correta com ela e as pessoas com quem se envolve. É carente, como todo pisciano, mas não faz questão de namorar alguém só por carência. Algumas aventuras e outras desventuras provaram que o ditado está certo “antes só do que mal acompanhado” e está começando a descobrir, relatando todos esses fatos, que talvez o problema não seja os meninos, mesmo. Talvez falte ela descobrir o seu ponto forte e suas qualidades antes de procurar isso em outras pessoas. Já namorou uma vez mais de um ano e meio. Nunca mais namorou, mas sempre tem pequenos relacionamentos.
As 10 regras de total boa convivência com o mundo
Érica Martins
1. Não sair com homens comprometidos.
2. Não cobiçar as coisas alheias.
3. Nunca mentir sobre sentimentos quando perguntarem.
4. Honrar pai e mãe – e os outros legítimos superiores
5. O que acontece entre amigos, fica entre amigos.
6. Não matar – nem causar outro dano, no corpo ou na alma, a si mesmo ou ao próximo
7. Sempre que quiser fazer, desde que não quebre as regras, faça.
8. Não furtar – nem injustamente reter ou danificar os bens do próximo.
9. Não ficar (só por ficar) com mais de um menino por turma.
10. Não levantar falsos testemunhos (nem de qualquer outro modo faltar à verdade ou difamar o próximo
nos próximos posts dessa categoria, descobrirá mais sobre os relacionamentos dessa nova personagem!


Links para as estórias: