Recentemente andei pensando muito sobre objetivos, propósito, profissão e dinheiro. Andei tendo experiências em que esses assuntos estavam envolvidos principalmente por eu estar colocando na rua meus projetos que tenho desenvolvido nos últimos meses, fruto do meu desenvolvimento profissional dos últimos anos. No entanto, esse assunto não aparece apenas quando se trata de realização de projetos, mas em qualquer tipo de objetivo que a gente traça para a vida, para o momento ou situação.

O que diferencia uma pessoa que realiza seus sonhos e as que ficam apenas sonhando? Eles foram lá e fizeram. Passaram por cima de qualquer obstáculo e realizaram, simples assim. As pessoas que ficam apenas sonhando desanimam em qualquer obstáculo.

Eu posso dizer, por experiência própria, que talvez você tenha desistido porque ou não estava seguro do que queria, ou você tinha padrões mentais que impediam você a alcançar seu sucesso.

Você passou por aquilo que você chama de “fracasso” porque achava que aquele objetivo era o certo a ser feito, mas na verdade só estava fazendo pelo dinheiro. Ou pelo status. Ou por alguém. Não havia motivação interna, não havia um valor maior por trás, era um objetivo vazio.

Ou não, ou era realmente o sonho da sua vida. Mas se seu objetivo estava alinhado com sua alegria, há muitas chances de que você estava se autosabotando, utilizando mecanismos de defesa para se manter numa zona de conforto. Seu cérebro usa isso frequentemente quando já se acostuma na situação que está e, mesmo ruim, ainda é mais previsível. O que te bloqueou de alcançar seu objetivo no processo? Talvez a ideia que você não era bom suficiente para realizar seu sonho? Talvez você tivesse medo de crescer, se expor? Talvez você estivesse precisando se distanciar de pessoas tóxicas para você? Será que você acredita em você?

É importante que seja estabelecido um objetivo com um grande valor para você. Assim que isso estiver resolvido em você, é necessário não esquecer da seguinte frase (que li e sempre repito, inclusive coloquei no vídeo sobre esse livro):

a derrota temporária jamais diz respeito aos objetivos que você estabeleceu, apenas ao método que você está utilizando.

Cara, sério mesmo: se você sabe o que você quer, vai lá e faz – tem como superar as barreiras pra isso. Ou, então, se não quer tanto assim, assume logo pra você e para os outros e vai procurar algo que te faça feliz. Estabelecer objetivos é importante a esse nível: sua felicidade depende disso!

Nas minhas reflexões das últimas semanas sobre o tema, percebi que há todo tipo de conflito quando se trata de estabelecer objetivos e alcançar, com leveza e fluidez. Converso com várias pessoas e algumas parece que estão na mesma sintonia que eu e querem superar seus obstáculos para resolver suas questões pessoais. Inclusive, enquanto falo sobre isso, estou cumprindo minha própria missão, o que significa sempre uma troca.

Com essas pessoas, em consultas de terapia energética ou no meu cotidiano, compartilho o que eu sinto que funciona para mim, o que já li e ouvi de gurus do sucesso e prosperidade, além de utilizar técnicas que já foram utilizadas por profissionais de alto desempenho para a resolução de questões, conflitos ou dilemas.

Já vi e senti inúmeros tipos de dor irem embora com a desconstrução de crenças, quebra de paradigmas e mudança de padrões mentais.

Outras pessoas, porém, estão mais distantes da forma que eu vejo a vida. Algumas acreditam que só existe um caminho para se “chegar lá”, alcançar seus objetivos. Mas… se só existe um caminho, será que todos os seres humanos vão se encontrar nesse caminho? E se não houver prosperidade para alguém nele? E se você descobrir que não é pra você? Vai seguir nesse caminho porque é o único, insistindo no caminho que não está dando certo, ao invés de focar no objetivo e estabelecer outras estratégias para alcançá-lo? O mais importante é focar no objetivo estabelecido e não se apegar ao caminho, pois, de novo: “a derrota temporária jamais diz respeito aos objetivos que você estabeleceu, apenas ao método que você está utilizando”. Se não deu certo um caminho, mas você sabe que você quer algo, tenta de novo por outro caminho!

É importante que o objetivo seja bem estabelecido e em harmonia com nossa alegria, nosso amor, nossa felicidade. Dinheiro é importante quando se trata de propósito de vida, objetivo e carreira, porém devemos deixar de lado o terrorismo, o medo, as histórias de terror que sempre ouvimos. Se queremos entrar num ciclo de abundância, precisamos focar em alinhar nossos objetivos com nossa verdadeira vocação, nosso chamado, nossa alegria. Quando você fizer o que escolheu em harmonia com sua mais elevada energia, quando fizer tudo com dedicação, entusiasmo e sabendo que está gerando um grande valor para a humanidade sendo você mesmo, com certeza você já será um vencedor, pois todos os dias vai criar novas estratégias para fazer dar certo o que não deu certo ontem, agindo sempre em direção de seus objetivos.

Se você não sabe onde quer chegar, não sabe qual seu propósito ou tem dificuldade de identificar o que te faz feliz, você pode acessar este link e conhecer uma maneira de entrar em contato com você, com seu Eu Maior e se desenvolver!