Em 2017 ainda precisar dizer que machismo e outras opressões existem, é uó. 

É um ponto pacífico, embora não seja senso comum, que oprimir, desrespeitar, machucar, ofender ou atacar o outro ser humano não é benéfico pra uma sociedade.  

Tu deve tá pensando:

“Mas o que tem? Até aí, eu trato todo mundo bem…”

Ok, acredito nas suas intenções… mas será mesmo?

Hoje, a sociedade está caminhando pra uma mudança, mas ainda existem os que oprimem, desrespeitam, machucam, ofendem e atacam mulheres, negros, trans, gays… só porque o opressor se sente superior a qualquer pessoa que não “pertence” ao grupo dele. Como Hitler, sabe? Mas ele é um exemplo extremo que, inclusive, é devidamente criminalizado (acho?!). 

No entanto, muitas vezes fazemos isso SEM QUERER. Nem imaginamos, mas fazemos isso sem querer em nossas relações, tanto com pessoas próximas como com pessoas que passam rapidamente por nossas vidas. 

Reproduzimos preconceitos diariamente de forma inconsciente e achamos que tá tudo bem, mas se a gente escuta a dor da outra pessoa, percebemos que talvez também podemos machucar, sem querer.

Acredito que todos, sem exceção, devam fazer uma auto-análise sobre seus próprios preconceitos, mecanismos de defesa, gatilhos e se perguntarem como podem melhorar seus relacionamentos. 

Percebo que o ideal de sociedade é aquela que ninguém fica enchendo o saco de ninguém, tipo OPRIMINDO, o tempo todo. 

Te parece muito distante? Que tal tentar aplicar diariamente?

Sociedade, por Gabitopia:

  • Mídia
  • Igreja
  • Escola
  • Família
  • Redes Sociais
  • Etc

São fontes de experiências e informação, por essas instituições que conhecemos a vida. O que eles nos oferecerem desde criança, é como viveremos.  

Mas não podemos ignorar que a gente é manipulada pra acreditar que a verdade da sociedade é a única certa. Por exemplo, quem nunca viu um programa objetificar a mulher, sugerir que a mulher está sempre disponível, fazer piada de gay ou trans ou que novela não tem a pessoa negra relacionado à pobreza, crime, serviços domésticos…

Repara só…

 Pensa no papel da Mulher retratada na Mídia, como somos tratadas pela Igreja…. pergunta se nos sentíamos seguras ou representadas na Escola. Pensa sobre como a mulher é educada pela Família e como é desmerecida, objetificada e assediada nas Redes Sociais, etc. 

Talvez você não possa sentir na pele, mas possa fazer um esforço de assumir que talvez você não saiba e que não tem como medir, por isso não tem como desmerecer esse sofrimento ou sabedoria adquirida. 

Queremos que parem de nos oprimir. 

Oprimir, no Google, eh:

  1. sensação desagradável de falta de ar, de sufocamento, de abafamento.

SIM, É ISSO!

Não me sufoque com suas verdades, porque eu não sufoco as sua dor com as minhas, simples.

Sua dor e seu sofrimento; seu amor e sua gratidão; sua opinião… VALEM E MUITO, não serão silenciados. O que não vale e vamos sufocar SIM é discurso de ódio, preconceitos que diminuem esses grupos e que perpetuem a violência. 

E eu de verdade não quero te sufocar com uma das poucas Verdades que a maioria de nós Humanos concordamos, que é TRÉGUA. É uma proposta. Trégua de todos os lados. Que tal começar a usar argumentos não falaciosos pra expor seu lado? Que tal parar de reproduzir um discurso opressor que já conhecemos e estamos procurando desconstruir, e passa ouvir mais? Bem mais. 

Sabe, o discurso fascista já concordamos que não vale, não podemos pegar esse discurso, maquiar em opinião e achar que podemos distribuir assim, sem esperar reação. A não ser que você seja iluminado, se alguém te bate, você vai querer, no mínimo, se defender.

Ataques gratuitos não serão tolerados! 

Podemos investir em debates de ideias, desenvolvê-las, criar estratégias, ferramentas e plataformas pra criar uma nova realidade. 

Se você não tá querendo movimentar, as gatas tá. Dê passagem. 

Não fode com nossa vida, com nosso movimento. 

Machismo e outras opressões existem. 

É um ponto pacífico que isso não é benéfico pra uma sociedade e que o ideal é que ninguém fique OPRIMINDO. 

Oprimir, sufocar. 

ESTAMOS NOS SENTINDO SUFOCADOS. 

Mulheres, negros, comunidade LGBT, índios, periféricos…. grupos que se sentem sem privilégio e desmerecidos estão se juntando. Todos fazem parte. 

Minoria é a parte rica dos privilegiados. 

Nós somos a maioria. Precisamos nos manter unidos. 

Por isso nos juntamos e nos organizamos em Movimentos Sociais. Como a própria expressão diz, são “movimentos”!!! Quem gosta de ficar parado, VAI PERDER A FESTA. 

A FESTA DO AMOR

A PROBLEMATIZAÇÃO NO PARADIGMA DO AMOR

LIBERDADE

ALEGRIA

CURA

PAZ

ASCENSÃO…

ESSES MOVIMENTOS EXISTEM, sempre existiram e sempre vão existir….

Vc curtindo, ou não!

Vc apoiando, ou não!

Você colaborando, ou não!

Você tentando resistir a mudanças, ou não!

Você respeitando, ou não!

Mas saiba: faltou com respeito, vai ter falta de respeito; silenciou alguém, vão gritar mais alto; desmereceu alguém? Vai provar da própria arrogância e ignorância. 

Não é uma ameaça, é uma visão: KARMA EXISTE. 

TOME O SEU PRA VOCÊ. Assuma a responsabilidade pela suas merdas. Seja um ser humano adulto. 

Assuma suas merdas nessa vida, vai se curar! Não precisa oprimir os outros porque você se sente oprimido. 

A lei é: aqui se faz, aqui se paga – em última análise. Sempre foi naturalmente assim. 

Vamos fazer você engolir uma coisa: respeito. 

Nos nossos termos. 

RESPEITA A NOSSA LUTA 

Não diminui

Não desmerece

Não queira ofender

Não queira saber mais

Não queira dar lição 

Não seja lixo. 

Nossa luta pede respeito. Porque, se não, vai ser ataque pra sempre, ninguém vai ter paz e luz. É preciso esforço de todos os lados. 

Vocês sendo nossos pais, irmãos, amigos, maridos opressores? Foda-se. Vão juntinhos pra outro canto, os que atrasam nossas vidas, nossa sociedade! 

Sou extremista e arrogante, além de segregacionista: OPRESSORES NÃO PASSARÃO. Uma hora cansa, pedir com carinho, para que parem de nos oprimir.

Atrasos não serão admitidos em nossa nova sociedade, que naturalmente está em MOVIMENTO: ISSO NÃO DEPENDE DE NÓS. 

Nada é fixo. Nada é permanente. É tudo temporário. 

E tem gente dizendo que “sempre funcionou assim, desde os primórdios”. Funcionou pra quem?

Esse mundo tem sido uma merda completa e eu NÃO ESTOU AQUI A TOA, tenho uma missão. 

Não posso perder meu tempo valioso de gratidão resolvendo tretas porque um homem hetero branco não aceita ouvir que uma mulher negra lésbica se ofendeu com sua piada e por isso começou a agravar os deboches sobre ela – ou seja, sendo o Diabo. Não tenho tempo pra isso, pra lidar com diabo. São muitas experiências a serem vividas como Humana e não precisamos mais desse tipo de opressão. Quero viver.

Aprendemos as lições! Eles não precisam de nossa energia. 

É uma questão de maturidade. 

Crianças são crianças, adultos precisam assumir responsabilidade por tudo que tem a ver com sua vida e APRENDER. 

Tornar-se sábio. 

E outra…. 

O tempo dirá! Os ativistas estão cada vez mais conscientes sobre suas próprias atitudes erradas, o que os faz pensar e melhorar, enquanto os conservadores ainda estão achando “muito da hora” mandar uma mulher pra louça depois a chamar de louca; um negro pra senzala; um gay pro armário; etc. 

Resumidamente: na estratégia de guerra, é preciso renovar-se, aprender algo novo, sair da caixa, SE PERMITIR. 

Pode doer, nos descobrimos fracos e frágeis. Nossos pais e todo mundo, também. E tudo bem. 

Todos juntos, podemos nos curar e nos fortalecer. 

É isso, entendeu?

O bem vence, o bem renasce como uma fênix. 

Quem ficar conservando ideias que atrasam a evolução da humanidade – VAI FICA PRA TRÁS, excluído, cheio de mágoas, ressentimentos e angústias; enquanto a evolução seguirá seu fluxo, disponível a todos pela expansão da consciência (que é muito além de mente física, é a Cosmo Consciência). 

PRINTA ISSO. 

Quem continuar oprimindo, reproduzindo valores preconceituosos e conservadores vai ficar pra trás numa sociedade em que nada é fixo, nada é permanente✌