Precisamos nos Misturar – Uma brisa sobre conexão e família

Eu sou uma pessoa que GRITA muito POR CONEXÃO com quem eu amo, com a sociedade. Eu quero ser aceita, quero fazer parte, quero me misturar. Infelizmente, as pessoas ainda me desmerecem, diminuem e me tratam com inferioridade apenas por eu ser mulher. Sim, você pode não acreditar, mas é verdade. É como eu me sinto e ignorar isso é fazer o que fazem todos os dias comigo. Mais um. Mais uma vez.

Hoje eu sinto que já alcancei meu espaço e autoconfiança, mas me sentir assim por tanto tempo expandiu minha percepção e pude perceber algumas dinâmicas familiares e sociais que estabelecemos constante e inconscientemente.

No último sábado, desenvolvi minha teoria no meu caderninho e compartilhei com minha mãe, gravei e tô aqui compartilhando.

E a seguir, resumindo o vídeo, compartilho CINCO passos para resolver seus problemas familiares até o Natal:

– Tudo começa no querer se aproximar. Se sua consciência diz que é importante você se aproximar dessa pessoa, se aproxime.

– Tire as suas armaduras e guarde suas armas. Na hora de AMAR, não é hora de se DEFENDER. É preciso se abrir para GERAR A CONEXÃO.

– Ouça o ponto de vista da outra pessoa com atenção. Se a pessoa com quem está tentando estabelecer um laço lhe disser que se sentiu ou sente mal com você e com suas atitudes (de hoje ou de antes), você precisa ouvir seu desabafo, compreender seus sentimentos e começar a agir de uma maneira mais amorosa e respeitosa no ponto de vista da pessoa – pois do seu jeito, pelo visto não tá dando certo, ela ainda tem reclamações de você.

– Ao ouvir, fazer o movimento consciente de sentir a empatia – entrar em contato com a dor do outro ser humano, sem julgamentos e sem sofrer também, ter compaixão – manter-se em amor, em conexão, mesmo que haja sofrimento! Amar é acolher!

– Resolver as questões e celebrar o Amor, apenas em gratidão e união, no Natal <3

A família é uma MINI SOCIEDADE e precisamos curar nossas relações com nossa família, fazendo uma conexão amorosa entre todos os integrantes. Quem se sente distante, mas quer se conectar, É A HORA DE COMPARTILHAR ESSE PENSAMENTO!

Menos brigas, mais amor… Até o Natal, quem sabe conseguimos fazer bastante diferença <3

 

Recado a quem precisar se sentir oprimido por alguém da família ou a sociedade em geral:

Pessoas que (sentem que) necessitam GRITAR para serem ouvidas… Nós podemos GRITAR JUNTOS para todo mundo que necessitamos ser ouvid@s. Vamos procurar gerar o máximo de conexão que conseguirmos entre nós, sem brigas de ego, porque os opressores ainda estão em um estado muito profundo de negação e é um processo mais lento e doloroso despertar esse Amor nessas pessoas, que ainda estão nesse processo. Quanto mais forte e unidos nós estivermos (nós = quem eles querem chamar de MINORIA), quanto mais a gente gerar esse amor e gratidão pro mundo, mais quem está perto de despertar vai ver que é uma coisa bacana e vai se unir também, abaixando as armas, finalmente.

 

SEGUE O VÍDEO AÍ

Precisamos nos Misturar – Uma brisa sobre conexão e família – Fala Memo #4 – Gabitopia

 

Beijos