Grande Roda de Cura entre irmãs

Grande Roda de Cura entre irmãs

Esqueça as mentiras que temos que lidar o véu da ignorância não pode nos parar Compartilhamos feridas e plantas medicinais Nos entendemos apenas por sinais Sem inveja, cada uma original Juntas somos fortes, conexão mental Eu sou você e você sou eu Ontem, hoje… eternamente Deus Ou deusas! Louvadas sejam nossas irmãs! Hoje entendo o que é SORO-ridade transcendemos a fraternidade Elas andam comigo todo o tempo Desde pequena, tínhamos nosso templo Ao Sul, as estrelas pareciam purpurina Sinto até hoje aquela adrenalina Ao norte, sóbrias como poucas Éramos todas virgens e loucas Me pergunto se ajudei suficiente Será que eu tinha todas elas em mente? Será que algumas foram obrigadas? Abusos, violências, subjugadas Medo de estar nas estatísticas Nos maltratam apenas por características A mim, boicotam, não me ouvem ao cantar e isso só aumenta meu medo de falhar Mas canto o que tá no coração O boicote é por uma razão – pra eles, sou extremista, Logo, tu, machista? Só querem a gente quietinha Mas já cantei EU NÃO, Eu Sou, Eu fui, Eu posso Eu sou você e você sou eu Ainda que não me reconheça Que talvez doida eu pareça Somos inimigas? Não! nem precisamos ser amigas Quem sabe não silenciar, Não ter medo do que eles vão falar Basta não incentivar a covardia Podia ser sua mãe, sua avó ou sua tia Quem tem culpa? ele! que devia ser fiel Ela não, a quem também prometeu o anel. Estética, padrão. Manipulação. Querem incentivar a competição. Mas não, irmãs, isso é conto do vigário Fala sério, eles que são muito otários Sou pequena, tenho muito...
Menina ou Menino?

Menina ou Menino?

Menina ou menino, Quero saber! Rosa ou azul?! Vestido ou boné?! Princesas ou herói? Não. Nada disso. Menina ou menino, quero saber! Ana Luz ou Ângelo, quero te tratar pelo nome! XX ou XY, são as reais diferenças. A forma que vou te tratar, Por nossa sociedade ser tão estranha Vai mudar, sim. Mas não te diminuirei se for menina, Não te deixarei usufruir de tanto privilégio se for menino. Se for menina, te farei livre e empoderada. Se for menino, já terá esse tratamento na sociedade, Então te ensinarei honrar o feminino em você. Te ensinarei, se for menina, a exigir equidade de direitos, Te ensinarei, se for menino, a abrir mão de regalias em prol dessa equidade. Se for menina, não será limitada apenas a sua beleza. Se for menino, não será diferente. Independente do sexo, Você será orientado pra ser sua melhor versão. Independente do sexo, Você será orientado a se amar. Independente do sexo, Te orientarei a se conhecer, Se conectar com o divino em você. Independente do sexo, Te orientarei a ser uma pessoa digna, Independente, Coerente, autodidata, mão na massa. Independente do sexo, Terá liberdade pra escolher seu próprio destino. Terá liberdade pra andar como quiser. Terá liberdade pra se expressar da forma que preferir. Vou te deixar ser quem veio ser. Talvez eu falhe, como ser humano, Posso errar com você. Talvez eu projete algo ruim em mim, em você, mas prometo me esforçar pra ser uma boa mãe. Menina ou menino? No meu ventre carrego um bebê com cromossomos XY Bem-vindo...
Hoje pela manhã

Hoje pela manhã

Minha única pretensão É poder transbordar gratidão Entender que tudo tem seu motivo Amar sem precisar de crivo Guardar só os melhores momentos Aprender com os tormentos Estar próxima ao mar, aprender a perdoar. Voar. Voar. Voar. Ser a melhor que eu puder ser Sem comparar com você. Amar. Amar. Amar. Alma livre, peso pena Renovação, compaixão, mente...
Às que literalmente deram as costas

Às que literalmente deram as costas

Cadê? Cadê as manas pra fortalecer? Quando pego o microfone, os manos darem as costas já to acostumada Mas das minhas manas, não esperava essa paulada. Sororidade é tá ali incondicionalmente Aplaudir e gritar, vibrar alegremente Empoderamento é dar pro outro o poder Ninguém já é tão poderosa que só precisa aparecer Quando viram as costas, aquela vibe muda Vai subindo aquela angústia, quase fico muda. Tô ligada que ninguém tem nenhuma obrigação, mas ao menos não me venha com aquele sorrisão. … Me faz questionar se o problema sou eu que não tô pronta Ou se elas que ainda não se deram conta Cada mulher ali na frente valorizando a outra CONTA. Cadê as manas que comentaram que estaria presente? Cadê as minas, ali na frente? Na hora de ouvir os manos improvisarem: “do caralho” Mas não estavam na apresentação do meu trabalho Não tem desculpa, bater palma e olhar pra artista no fim de cada canção É o que faz sorrir nosso coração. Eu bem vi as manas que tão sempre ali Pulam, cantam, fazem barulho pra eu ouvi Bem…….. Até parece que tô valorizando mais as que não ficaram até o fim Do que aquelas que ouviram e sorriram pra mim, Eu valorizo! Não quero que essa imagem se concretize Na verdade, são elas que vão fazer que a ferida cicatrize. Agradeço a cada homem e mulher ali no galpão Que ouviu minha alma em livre expressão. Confio plenamente na minha arte Dispersar o público também faz parte. Bom pra saber quem valoriza meu trampo que tá longe de ser só um esboço. Minha carreira, meu suor...
Verbos

Verbos

Lute, mas lute contra suas próprias fraquezas Atue em comunidade, para impactá-la positivamente. Olhe, mas enxergue além das aparências. Trabalhe, mas tenha objetivos bem estabelecidos. Purifique-se e entre em contato com suas próprias sombras. Ame muito mais além do que você acha que é possível. Gere valor para as pessoas ao seu redor. Busque sabedoria no autoconhecimento. Conecte-se com a natureza. Permita-se experimentar o milagre de estar vivo. Flua como as águas Transforme-se como o Todo Eternize-se como...
Decidida a superar

Decidida a superar

Cancelado! O sentimento foi boicotado! Eu não vou esperar Seu coração desbloquear Se até hoje não aconteceu De tanto que já até pareceu Não vou mendigar mais Tudo que eu mereço é paz Eu não vou te esperar De repente decidir me amar Algo me prendia A esperança que você se renderia Mas estou decidida a superar A mim mesma, me...
Página 1 de 3112345...102030...Última »