Adeus

Adeus

Adeus… E obrigada por nada… Por nada, não – por tudo Porque seu gozo até que me deu prazer E o amor da minha vida no meu ventre Mesmo com um coração partido, Uma ilusão, um doce sabor que amargurou meu coração. Tá bom, de volta ao amor pleno tenho um anjo comigo agora Nós nunca fomos perfeitos Não era a intenção Evoluir juntos, era esse o objetivo Mas sempre iludida Grata por tudo. Por realizar um desejo meu já de anos Sem o ônus da relação entre homem e mulher Cansativo, deprimente Depreciativo. Tentei de tudo, tudo mesmo Aproximação e valorização A morte de um personagem Da minha ficção. Sem drama, sem rancor, O vínculo com ele você que vai criar Se quiser Se puder Se não fizer falta pra você. Tentei, fui firmeza, sem cobrança Sem exposição Sem pressão. Com empatia e me sentindo até culpada Mas falta reciprocidade Não quero mais Adeus E obrigada por...
Me ame por agora

Me ame por agora

Se eu escrever Um poema pra você Você iria se assustar Sair correndo e me evitar? Me ame por Agora Só por hoje, de dentro pra fora Entrega seu amor pra mim Só o Agora não tem fim Meu sorriso é seu Meu amor também Sem compromisso! Como faz, isso? Com profundidade Mantendo a serenidade. Você me diz que eu sou linda Enxergo sua beleza mais ainda Somos dois seres especiais Duas pessoas legais… Que acontece Quando duas almas se parecem? Big bang, Só um bug, Tudo, nada Começo, fim No fundo o ser humano Só quer ser amado e bem...
Como consigo

Como consigo

Me chamam de puta Falsa Não sabem o que falam Estaria bem sendo puta, Se eu fosse uma. Só eu sei o quanto sou falsa… Comigo mesma. Só eu posso me conhecer Suficiente pra me julgar Pra me recomendar mudar. Sinto sua raiva e indignação Com o mundo. Tem sido duro Ser trouxa, não é? Escolha não ser mais. Force-se a sair disso. Force-se a rejeitar gente sugando sua energia. Atenção! Alerta! Quando atacamos alguém É porque estamos feridos. Ninguém ataca ninguém a toa. Eu estou pronta pra ser atacada Sou linha de frente, Resistência Conheço minha essência Não aceito elogios nem xingamentos Meu ego não infla nem murcha Por causa dos outros Os outros são espelhos Me vejo em você E sei que você se vê em mim Fortaleço meu ego pra ser útil Para me servir. Fortaleço meu ego E não deixo que mande em mim. Não deixo que ninguém me controle Só em conexão com o fluir da vida em contato com o Universo Me conecto com o Ser Me chamam de puta e falsa, Mas só veem o que reflete nelas. Não me conhecem. Nem eu me conheço por completa Só o suficiente pra estar em...
Mas você não deixa

Mas você não deixa

Eu queria poder te amar… Cada parte do seu corpo, saborear Desfrutar da companhia de sua alma, Alcançar o desconhecido, com calma Mas você não permite, Estabelece um limite Tem medo de amar e deixar amar Me arrepia quando te escuto falar Quando me chama Quando faz drama Quando aparece sem avisar Mas não posso alimentar O casual, O superficial Se você não deixa, me despreza Vou é amar outro alguém, sem pressa Que permite Que não tem limite Porque é você quem eu queria Mas você não...
Não me entenda errado

Não me entenda errado

Diálogo pra compreensão Quero abrir meu coração Ser entendida E surpreendida Sem fazer um personagem Não gosto dessa abordagem Queria falar e ser compreendida Mesmo que tenha que ser repetitiva Dizer o que sinto, Não achar que eu minto. Emanar palavras pra você E realmente conseguir me ver Por inteira Mensagem...
A ofensa da generalização

A ofensa da generalização

No meu trabalho como feminista, uma das coisas mais irritantes que tenho que encarar é o fato de que os homens não aceitam que eles, por mais gente boa que sejam, também podem agir de forma inadequada, falar coisas sem sentido para nós e deslegitimar nossa dor. O mais comum dos ataques histéricos dos machistas “gente boa” (às vezes esquerdo-macho) é que nós, mulheres, não podemos generalizar quando falamos de homens. “NEM TODO HOMEM FAZ ISSO, portanto sua fala não é válida”. “Generalizar está errado”  “você está errada em generalizar” e todo mimimi de macho oprimido Pois bem. Outro dia eu tive que ler que os caras não achavam adequado as rappers feministas falarem apenas de machismo, sempre cantar sobre como nós, mulheres, somos objetificadas e abusadas, afinal, para esse rapaz, todo mundo já sabia disso, não precisa falar mais sobre isso. Leia o comentário dele: “(…) (A rapper) perde muito tempo falando sobre estes mesmos assuntos, entendeu? Até nas letras agora só tem homem tem que respeitar mulher, mujer não é objeto e tal, como se precisasse dizer isso as pessoas.” Eu também queria que não fosse necessário, porém, na minha vivência – É NECESSÁRIO, sim. Talvez, a novidade PARA ELE seja que a gente sente a falta de respeito na pele, o tempo todo. E por que não “podemos” falar sobre isso? Quando eu disse que sim, precisamos falar sobre isso pois HOMENS EM GERAL ainda nos tratam com falta de respeito, ele deslegitimou todo meu comentário porque eu generalizei. Eu disse: “PRECISAAAAAAAAAAA!!! A gente tá BERRANDO isso!!! Vc ouviu minha letra (a Resistência das Minas)??? É a nossa vivência!!!! Como...
Página 1 de 3312345...102030...Última »