sem nome um

Foto: Gabriela Pagliuca eu sou mais do que posso ser, eu sou bem mais do que eu pareço ser, eu sou mais que eu achava que consiguia ser, sou mais do que eu aparento ser. não sou poeta nem revolucionária, não sou a poesia nem sei rimar, não sou perfeita, mas sou romântica, e uma romântica que se orgulha do que faz. não estou esperando que me entendam, estou esperando respeito, não me venha cobrar o que eu não sou capaz, sei até onde posso ou não chegar. Deixem que falem besteiras, sobre besteiras ditas por você, não se importe com essas besteiras, mesmo não sendo besteiras pra você se essas besteiras te fazem seu  caráter e se são o que você acredita. Já passei da fase de me importar  com aqueles que cobram sem poder ao menos fazer. Você cresce e muda sua opinião, se permite ter novas informações, não seja conformado num mundo  em que você não pertence, nem tente viver num mundo que aparenta  ser de rosas e nuvens brancas! Pare de tomar conta da minha vida, arrume alguma coisa pra fazer, dance! pule! mude o mundo! você pode! deixa a música ser cantada. faça a sua parte  que a música faz a...

Abraçar

Foto: Gabriela Pagliuca Seis e quarenta da manhã, eu saía de casa como quase todos os dias, meio distraído, pensando nos acontecimentos da última semana. Foi enquanto eu brincava com a chave do portão em minhas mãos que eu a percebi. Linda, ruiva, um terço da sua perna aparecendo por causa de sua bermuda, uma camiseta da nossa banda preferida, em sua orelha direita, a que dava pra enxergar, duas argolinhas iguais, suas unhas estavam pretas e feitas, lindas como sempre. Demorou um momento pra ela me perceber ali parado atrás do portão, ela estava chorando com sua agenda aberta no dia do aniversário dele. Quando me viu, colocou a foto dele dentro da agenda e a fechou, a colocou em cima de sua mochila vermelha, levantou e colocou uma carta com a letra dele dentro do bolso da bermuda.  Veio até mim, com seu all star vermelho sem meia, seus cabelos lisos presos em marias-chiquinhas, ela era baixa, então, ficou nas pontas dos pés e me deu um abraço. Pude sentir aquele perfume só dela, suas mãos macias em volta do meu pescoço, tudo passou muito rápido, mas pra mim não, parecia uma eternidade, meu tempo parou e só voltei em mim quando senti uma lágrima dela molhando meu ombro, mas continuou aquele abraço tão aconchegante.  Ela tinha completado dezoito anos fazia três dias, estava quase terminando o colegial, estudava na escola desde a quinta série, ela adorava ir pra escola, todos seus amigos estavam lá, mas agora ela nem se importava com sua formatura ou vestibular.  Ela estava linda, mais linda do que todos os dias desde...
Congraçando

Congraçando

Estava sentada num banco de plástico, esperando por minha mini-pizza de mussarela quentinha, com minhas unhas roídas e óculos fundo de garrafa, falando com dona Maria, a mulher da pizza, sobre o calor do dia, entre meu escritório, de um lado da rua, e uma escola de desenho no outro lado. Deparei, então, com uma menina, com seus 16 anos, ruiva, com o cabelo solto que brilhava com o sol forte, óculos de sol, lindo sorriso, magra, baixa, com uniforme de uma escola, cortada na gola e na barra, com a calça de moletom baixa aparecendo suas covinhas nas costas, colares e pulseiras, munhequeira e um all star vermelho, ela estava andando naquela rua pouco movimentada de um lado pro outro, pisando nas folhas secas do chão, então um menino saiu da escola de arte, ela o chamou e tirou os óculos e minha pizza chegou. O menino tinha, talvez, um ou dois anos a mais que ela, cabelos muito lisos e pretos, bem penteado, uma camiseta verde um pouco mais escura que seus olhos, bem arrumado, com roupas legais e tênis. Ele não sorriu quando a viu, ele disse que precisava ir embora, mas que ele tinha gostado de vê-la, disse pra voltar outro dia para eles conversarem melhor. Ela se sentou no meio fio e pediu cinco minutos para ela tentar entender o que estava acontecendo e ele se sentou ao seu lado. Ele pediu desculpas e disse que não poderiam se ver mais, ela que estava abraçando seus joelhos e de cabeça baixa, levando seus olhos verdes furiosos, aliás, essa era a única semelhança externa que...
Página 33 de 33« Primeira...1020...2930313233