Qual o sentido da tristeza?

Qual o sentido da tristeza? É aprender com os erros que cometemos pensar que tudo tem um jeito, que ninguém é perfeito e que tudo pode mudar… E que tudo VAI mudar.   Não pensar que tudo está perdido e que sempre há uma maneira de reverter, é aí que a gente enxerga que a vida é simples demais e somos nós que a complicamos. Ou que o sentido não é o que a gente sempre achou e sim o contrário disso. Quando estamos felizes, nunca paramos pra pensar nos problemas e agimos como se o mundo fosse perfeito, mas quando estamos tristes, nunca pensamos que a felicidade pode chegar. Uma amiga um dia me disse uma coisa muito legal, que era mais ou menos assim: podemos não estar nesse mundo pra fazer coisas grandes e sim para aprender as lições da vida. E essas lições servirão para outras vidas. Só por que estamos felizes não podemos esquecer de Deus e de agradecê-lo. Sempre deveríamos pensar em coisas felizes para que essa felicidade de multiplicasse, e quando estamos triste deveríamos pensar sempre em coisas felizes, e nada de adiantar a única certeza que temos em nossa vida! Se você tenta mudar, mas o mudo dá as costas pra você, comece a brilhar mais e mais até ele perceber que você está lá e finalmente virar de frente pra você! “Hakuna Matata!”. E todos cometem erros, alguns irreversíveis, mas depois que um “pinguinho de tinta cair num pedacinho azul do papel” podemos transformar a imagem cinza em um dia alegre e colorido, por que às vezes os erros são melhores...

Como tomar decisões certas? (versão curta)

(versão original) Depois que as redes sociais passaram a dar a opção de colocar em religião um “tenho um lado espiritual independente de religiões” (Orkut), comecei a usar essa definição, pois foi mais ou menos quando abandonei meu rótulo de católica. Esse lado me faz questionar o que é certo e o que é errado, de acordo com as leis do homem e de Deus. Não que religião seja ruim, mas gosto de me sentir livre para acreditar no que quiser. Não gosto de ser obrigada a acreditar em algo pré-estabelecido se para mim não fizer sentido. Liberdade me encanta. E como eu gosto dela, comecei a questionar: liberdade é fazer tudo o que queremos, sem pensar em mais nada? Será? Como tomar decisões certas? Nossa sociedade está cheia de tabus, crenças e principalmente julgamentos que não fazem sentido, pra mim. Há muitas atitudes que tomamos e que não faz mal pra ninguém, mas a sociedade julga. E a religião ajuda muito isso. Não todas e nem todos os religiosos, mas alguns que incomodam por muitos. Muita gente que vive aparentemente sob regras divinas, mas por dentro estão cheias de ódio, rancor, raiva, infelicidade, inveja… É isso que Deus quer? Tudo o que acredito é que o que vale é nosso coração e nossas intenções. Não importa se parece boa intenção, Aquele que nos vai julgar (seja qual for sua crença) não se importa com aparências. Deus só se importa se você é bom ou ruim, lá no fundo do seu coração. O que é certo e o que é errado? Como devo agir? Como você achar que é...
Página 18 de 18« Primeira...10...1415161718