Todos os sonhos do mundo…

Admito que sou uma estudante de jornalismo relativamente desatualizada. Não que eu não saiba realmente o que está acontecendo, mas tem coisa que eu prefiro não saber em detalhes. Quero que saiba que esse primeiro parágrafo está sendo escrito apenas para me desculpar, verdade. Ontem me arrepiei ao ver uma foto. Sou sensível demais e ler “desocupação” “milhares de familias” já me faz chorar. Então prefiro não saber. Li (chorei) um pouco sobre o assunto, e não tenho propriedade para falar dele aqui, por isso, procurem no Facebook artigos sobre isso. Aqui falo mais de um sentimento estranho esse que está dentro do meu coração. Vamos lá, é um desabafo. A Foto que me Fez Arrepiar – Ainda não sei o Autor  O mundo é dos ricos, as pessoas que vivem a margem da sociedade e são esquecidas, apenas lembradas para serem acusadas, linchadas. Invasores, marginais, traficantes, violentos, resistentes, nunca seres humanos… Aquela máxima de que ‘todo mundo é igual’, só funciona com aquele complemento famoso ‘mas alguns são mais iguais que os outros’ (George Orwell). Em minhas visitas às comunidades carente com a ONG Um Teto para meu País é unânime a falta de atenção dos nossos ‘representantes’ para com a sociedade. Minha última visita, no sábado, olhei uma pasta com entradas de pedidos não atendidos, e talvez alguns que jamais serão. A representante, eleita com mais de 240 votos, que faz vários cursos, queria fazer faculdade de direito (eu e meus colegas ficamos positivamente surpreendidos) e nos disse que a comunidade está organizada, que as famílias comparecem em todas as reuniões, pedidos e mais pedidos… E nunca...

Um olhar diário pela cidade de São Paulo

No meu caminho diário pra faculdade encontrei uma caçamba de entulho da prefeitura… Um pouco cheia, um pouco bagunçada… Mas tudo bem, né?! mas e aí…? Foto: Gabriela Pagliuca um dia depois, tiraram a caçamba e o entulho… quer dizer… mais ou menos… Foto: Gabriela Pagliuca E aí, pessoal? Como fica?(obs.: às 18h já tinham feito uma limpeza, mas ainda tinha algum vestígio de...

Viver com dignidade: uma reflexão histórica e cultural

Porque muitas vezes não sentimos que estamos gozando de todos os recursos para viver com dignidade, para sermos pessoas melhores? Não sou especialista em política (estou muito longe disso), mas de acordo com meus conhecimentos acadêmicos e empíricos vou lançar mais uma reflexão, dessa vez baseada nesse tema. Todos nós queremos crescer, sobreviver, evoluir, ter uma vida digna e uma expectativa dela. Mas por que muitas vezes sentimos que isso não está presente no nosso dia-a-dia? Alguns países vêm de uma formação organizada, têm histórico de luta pelo nacionalismo, guerra entre reinos rivais e alianças entre os que poderiam se ajudar. No nosso país, isso não aconteceu. O Brasil não foi descoberto como muitos dizem e muito menos planificado, ele foi explorado e covardemente dominado, formando-se, assim, de uma maneira mal organizada, com uma cultura patriarcal e cada um pensando no seu próprio interesse e não pelo bem da coletividade. E talvez o sentimento de falta de dignidade em nosso país venha desse crescimento e formação política sem planejamento. E o pior… Muitos enxergam o problema, mas não querem abrir mão do que é seu para tentar mudar em prol da sociedade. E o que podemos tentar fazer para tentarmos melhorar nossa qualidade de vida? Temos que conhecer nossos direitos de cidadão (muito mais do que apenas de consumidor), ser mais politizados (apesar de haver muito preconceito em relação a esse tema), tentar obter o máximo de conhecimento sobre o mundo e não se conformar com o que aparentemente é normal, ainda que seja ruim. Para mim, normal é a gente ter uma vida digna, poder se relacionar de...

As publicidades dizem que sim.

As publicidades dizem que sim. from gabi pagliuca on Vimeo.          O objetivo desse projeto é mostrar como a publicidade nos faz acreditar em tudo que querem, mas não percebemos quanto lixo e infelicidade estamos criando pouco a pouco. Pensamos que agimos e pensamos por nossa conta, mas não. Ainda que sejamos inteligentes e com estudos, há algo no nosso subconsciente. Não nos damos conta de pequenas coisas. E assim vamos vivendo controlados por uma indústria que cria pessoas e coisas perfeitas que quase não podemos conseguir, e gera muita dor e poluição. É assim sempre: tudo é perfeito e nós somente seremos melhores se adquirirmos isso e quando podemos comprar, não está mais na moda e voltamos a ser os imperfeitos e infelizes de antes.       A música (El Pescao – El Canto del Loco, em espanhol), como quase todas, é aberta para distintas interpretacões. A minha interpretação e a que eu deixo parecer no vídeo é que temos que evoluir e que não temos que ser alguma coisa por ter coisas e temos que tentar melhorar sempre. Talvez nem todas as pessoas vejam a música dessa maneira, mas com um pouco de atenção e imaginação, entenderão quando digo que essa canção tem muito a ver com o significado desse...

A imprensa espanhola baseada na entrevista com Josu Mezo

     Conversei com o espanhol Josu Mezo, editor do blog Mala Prensa (em espanhol) e descobri coisas interessantes sobre a imprensa espanhola. Se nós tentarmos, conseguiremos melhorar a imprensa no nosso país. Leia e aproveite as dicas do professor. Quem é Josu Mezo? Ele é licenciado em direito, mestre em ciências sociais, doutor em ciências políticas e professor na Universidad de Castilla-La Mancha, em Toledo, Espanha. Em 2004, criou sua página web para o público que se interessasse por atualidades, notícias, informações, meios de comunicação. De lá pra cá, foi percebendo que quem lê e participa mais ativamente são jornalistas ou pessoas relacionadas profissionalmente aos meios de comunicação. Sobre o blog O blog comenta e denuncia erros que o editor e seus colaboradores encontram ao ler um jornal ou ao assistir um noticiário. A ideia surgiu, de acordo com a descrição da página, por uma obsessão pessoal, que compartilhava com seus amigos, sobre a baixa qualidade da imprensa. Mas não aquela qualidade inferior relacionada à manipulação proposital motivados pela política. Mas sim aqueles erros que os jornalistas não percebem por ignorância, a falta de tempo ou recursos, pela maneira do sistema de produção ou como estão organizados seus meios. Seu blog é composto por detalhes. Pequenos erros da imprensa que dão menos credibilidade ao que deveria ser um serviço público. Manipulação proposital e erros que não deveriam existir Ele me disse que a manipulação proposital é um tema muito discutido e, ele espera, que a maioria das pessoas tem consciência dela. Esse tipo de erro é realmente muito grave e existe muito. Mas há também outros erros importantes, como os que ele aponta...

Dia da Proclamação da República

15 de novembro é dia da Proclamação da República.            Você que vai ficar em casa, tranquilo, no sofá, poderia parar para pensar um pouco no que isso significa. Há 121 anos o Brasil instaurou o regime republicano. 67 anos antes o Brasil havia se tornado independente. Isso é, antes de 1822 o país era dependente de Portugal e até 1889, éramos governados por monarcas.           De um tempo para cá, muita coisa mudou. Passamos por crises, quedas, ditaduras, cruzeiro, cruzado, novo cruzeiro, Collor, impeachment, FHC, Lula e esse em 2010 acabamos de eleger nossa primeira presidente mulher e a 36a pessoa a assumir esse posto. O Brasil é feito POR NÓS, cidadãos. Vamos trabalhar e tentar agir honestamente para poder cobrar daquelas pessoas que nos dizem representar-nos.            O Brasil foi e é explorado por países mais ricos, mas ainda assim, há esperança em cada olhar honesto e humildo do povo brasileiro. Vamos levantar nossa bandeira, com ORGULHO e não com vergonha. Vamos mostrar a beleza do país mais bonito e rico do mundo.            Vamos nos preocupar com problemas realmente importante e tentar investir força e dinheiro em resoluções e não em distrações. Tem coisa que não é da nossa alçada, não podemos fazer nada. Mas essas são as grandes decisões tomadas por pessoas mais poderosas que nós. Mas mudar o nosso cotidiano já é muito, e isso nos faz ser muito mais poderosos do que pensávamos. Orgulho e sempre em frente, povo brasileiro. FELIZ 15 DE NOVEMBRO, DIA DA PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA, PARA...
Página 5 de 18« Primeira...34567...10...Última »