Congelados

De manhã tinha sido um dia normal, fútil, cansativo, mas consegui sobreviver, aprendi algumas coisas sobre filosofia, desisti de aprender física e matemática e a professora de português passou uma prova meio fácil, no intervalo tomei meu guaraná com um misto quente, e tocou o sinal e saí correndo da classe. Quando eu saía da escola, era um dia daqueles chatos, mas mal sabia eu que uma coisa inesperada estava pra acontecer, eu olhei pro outro lado da rodovia um pouco mais atrás, vi que meu ônibus se aproximava devagar, olhei pra baixo reclamando e chutando uma pedra, pensando que ia demorar uma hora pra ele passar de novo, quando eu ouvi um grito, olhei pro lado rapidamente e tropecei. Morrendo de vergonha olhei pra baixo de novo, dei uma risada amarela pra mim mesma, e quando eu olhei pra frente achando que iria ter alguém olhando pra mim e rindo, tudo havia congelado… menos eu! Todos tinham parado do jeito que estavam, os carros na rua que eu ia atravessar, os da rodovia logo em frente, os pássaros, dois vira-latas e as pessoas, todos estavam parados. Vendo aquilo tudo, o que parecia ser um sonho meio bizarro, olhei para todos os lados e todos estavam parados, nada se movia e não se ouvia barulho algum, o último barulho que eu ouvi foi a mulher gritando antes de tropeçar. Então eu percebi de onde veio aquele grito, era de uma senhora que tinha sido roubada. Fui me aproximando do ladrão passando entre os carros que estavam parados na rua que saía da rodovia, e pro meu espanto – não... ler mais

Inútil

Inútil é perder sua tarde inteira correndo atrás de um presente pro seu namorado e ele terminar com você logo depois que você dá o presente toda empolgada e dizendo que o ama. Inútil é você viver uma vida inteira economizando pra comprar um carro, e quando você consegue comprar, um bêbado na estrada acerta ele e dá PT, e o seguro só cobrir metade! Acho que futilidade está ligada a injustiça. Você ter um computador com internet rápida é inútil, por que enquanto você tem acesso a essa tecnologia, pessoas estão morrendo de fome. Enquanto você não tem nenhum namorado, há pessoas que não fazem questão de namorar e acabam namorando todo mundo de uma vez só! Futilidade é poder conhecer o mundo, mas não saber como ensinar uma pessoa a ler e a... ler mais

Só pra sentir

  Pare, conte até dez e ame… Ame todas as coisas em sua volta, tudo o que você já tem em sua vida. Dê valor, chore por quem merece, chore por estar feliz. Abrace a todos, fique bêbado e peça um grande amigo seu em namoro, vire melhor amiga do menino por quem você se apaixonou, mas não deram certo como namorados, fique com seu melhor amigo para vocês terem certeza de que é só amigos que vocês são. Nunca machuque quem gosta de você, não minta, só se for por uma ÓTIMA causa, faça músicas e dramas, faça tempestade em copo d´agua e chore em cima do leite derramado. Fique junto das crianças, faça poses esquisitas para fotos com seus amigos e as publiquem na internet. Tenha vinte anos para sempre, mas enquanto não faz vinte, mantenha os doze anos de idade. Não faça mal a ninguém, ceda seu lugar para os velhinhos no ônibus, aposto como eles estão muito mais cansados que você, qualquer hora e qualquer dia da semana. Leia muito, leia o que você quiser, livros, horóscopos, revistar, bíblia, receitas… Dê valor aos amigos presente e aos amigos de longe. Vá para o caminho do bem, chame o amor, as cores, o carinho, os abraços e os beijos. Faça o seu melhor sempre, se temos que viver, que vivamos o melhor possível,... ler mais

Naquela hora

Dois velhinhos caminhando de mão dadas em um dia de sol que faz muito frio, um grupo de jovens e um ônibus bem na minha frente, logo ao lado, um painel contando oito e trinta e um… oito e trinta e sete… oito e cinquenta… Muitas risadas e conversas, o vento gela todos os meus sentidos, muitos carros passando e eles traziam um vento mais gelado ainda para piorar o frio. Ninguém se importando com o cheiro de cigarro, ninguém se importando com os sentimentos alheios, mas de repente, um que merece atenção, o único que parece aquecer meu coração. Alto, loiro, olhos claros, calça jeans e casaco escuro, cabelo curto, mas o suficiente pra voar com o vento, mais sozinho do que acompanhado, passa por mim inúmeras vezes, brincando, parava, ria… sorria… Me passa na cabeça uns acordes e a melodia de uma música que eu gosto, desejo meu violão naquela hora, mas agora meus dedos estão tão frios que quase não consigo escrever, me faz pensar que seria impossível tocar aquela música lá, mesmo se meu violão estivesse comigo. Penso, então, na letra dela, de como se parece com o meu momento… Muita gente que passa por mim, quase não me vê. Tem uns que sobem na árvore que eu estou encostada e pulam na minha direção quase me acertando. Ele não virá me esquentar, pois não existo pra ele e pra quase ninguém naquele instante. Só o céu azul com as nuvens se movendo rapidamente, o frio, o vento e a luz que o sol nos tras pouco calor me faz saber que eu realmente estava... ler mais

Por um mundo com menos mulheres

Atualização 2016: não leve esse texto tão a sério, eu não sabia o que eu tava falando. Ao invés disso, leia esse mais novo sobre mulher x homem.  Uma causa que eu gostaria muito de abraçar, é para a diminuição de natalidade feminina. Afinal de contas, são 100 mulheres para apenas 96 homens*, as mulheres nas ruas estão, nitidamente, em maior quantidade do que os homens, e é por isso que há mulheres matando cachorro a grito, subindo pelas paredes e posso até arriscar dizer que é o motivo das mulheres traírem menos que os homens. No meu ponto de vista, as mulheres não estão em condições de ficar escolhendo entre tantos, já que não tem muita opção, já os homens, têm um leque de opções, onde podem escolher, entre algumas, com quem ele quer ficar. Com essa população de meninas crescendo assim, em alguns anos, as mulheres terão que buscar o prazer com outras mulheres, mas quando isso acontecer, não terá preconceito nenhum, será uma coisa natural e o bizarro será uma mulher se relacionar com um homem, ou pior ainda, se os homens começarem a casar com mais de uma mulher, já que quase não terá homem para todas! Era só o que me faltava, ter que dividir homem!  Para a minha geração, ainda que tenha opção do sexo oposto, a caça não está fácil: homens bonitos, inteligentes e com um bom caráter, são gays, os héteros estão comprometidos. Homens bonitos e solteiros são cafajestes ou burros. Homens legais, de bom caráter, inteligentes, solteiros, são feios. Mas como não estamos esperando pessoas perfeitas (- não?!) ainda temos... ler mais

Mundo Paralelo Chamado Coração

Hoje eu vou escrever alguma coisa diferente do que eu escrevo normalmente, eu estou com medo com esse negócio da Capricho, por que eu não tenho facilidade de escrever quando eu TENHO que escrever, mas eu vou escrever o que me vier na cabeça, e agora eu estou ouvindo uma música da Christina Aguilera e Rick Martin, Nobody Wants To Be Lonely e eu estive pensando, é… Ninguém quer ficar sozinho, mas ditados são quase sempre certos: “antes só do que mal acompanhado”. Eu decidi que eu quero me casar com meu melhor amigo. Eu quero chegar em casa, quando eu casar, esperar meu marido pra podermos conversar sobre qualquer coisa, sentar na frente da televisão e assistir Gilmore Girls, quero que quando eu tiver uma TPM das fortes, ele está lá pra me fazer dormir e dizer que me ama do jeito que eu sou, eu quero aquela pessoa que tenha quantos amigos quiser ter, mas que eu vou sempre estar em primeiro lugar. É, acabei de descobrir o meu problema, acho que eu gosto de exclusividade.         Acho que eu preciso sofrer de amor mais uma vez, por que eu já me esqueci como é, afinal de contas, anos sem sentir o que eu senti daquela vez, com treze anos… Eu vim aqui falar que eu não quero ficar sozinha, como TODO MUNDO, como diz a música do Rick Martin e da Christina Aguilera. Já venho estudando sobre formas de amor faz algum tempo. Há 18 anos e meio, conheci o amor mais preciso que alguém pode sentir, o meu primeiro amor, meu pai.   ... ler mais

Picles

(12 de janeiro de 2016: Obviamente eu estava projetando, eu era bem inconsciente. Hoje eu reli com vergonha de mim, mas a última parte valeu para eu ver meu processo, o que eu pensava na época. Desculpem pela grosseira. Meu Picles morreu há um tempo e preciso superar isso <3) * Os nomes foram trocados para preservar a identidade das pessoas   Se tem uma coisa que infelizmente todos nós estamos indubitavelmente condenados a ter, é um Picles na vida. É aquela pessoa adorável que faz tudo pra você até não aguentar mais… É! Exatamente! É uma pessoa que faz tudo, faz tanto, que só falta ela mastigar pra você (ecous!), o que chega a irritar! Ninguém merece uma pessoa assim, nem a pior pessoa do mundo, quer dizer, corruptos merecem, Hitler merecia, tá, pensando melhor, isso é um castigo legal pras pessoas do mal (eu não sou má, acho!).  Ele parece uma sombra, um espírito atrás de nossos ombros, que a cada espirro você ouve um desejo de saúde. Não que não seja legal ouvir saúde quando você espirra, mas se o Picles escuta você espirrando lá da cozinha, ele pode escutar você falando no telefone com seu namorado e com sua melhor amiga, ele sabe o filme que você está vendo, quem frequênta a sua casa, essas coisas. É claro que esse exemplo é para quem está na sua casa (e não é seu convidado).  Há Picles que entram no seu Orkut só pra saber da sua vida, se você está namorando, se você está brigada com alguém, se está apaixonado, mexe em todas as suas páginas SÓ... ler mais

Como é bom ter os irmãos em casa

Eu posso dizer com toda a certeza que é, na maioria das vezes, um saco ter irmãos. No meu caso, ter os dois no meu ouvido o dia inteiro me dizendo o que fazer ou pior, o que NÃO fazer, é simplesmente o inferno! Aquele jeito de irmãos mais velhos que eles têm, só que detalhe: nenhum dos dois é realmente mais velho. Um deles é meu irmão gêmeo e o outro é meu irmão caçula, sim, ele é mais novo e pensa que é mais velho (claro que pensa, todo mundo sempre me tratou como a caçula e ele se acostumou com isso – estou querendo tirar a culpa do meu irmãozinho -, mas quando os meninos queriam me bater na escola, ele era apenas meu irmão mais novo e não podia fazer nada!) Eu sei que é difícil, mas eu levo nossas diferenças pelo lado positivo, por exemplo, seria muito chato se, quando eu começasse a chorar, eles ficassem tristes junto comigo, só que o que eles fazem é exatamente ao contrário: Eles me olham com cara de quem não tá gostando nada nada de me ver em lágrimas e solta alguma coisa do tipo “tá chorando por quê? Alguém morreu?”, o que eu morro de raiva quando eles falam esse tipo de coisa, afinal de contas, todos deveriam ter o direito de curtir sua dor em paz sem amolação de irmãos insensíveis que não choram! Detesto quando essas coisas acontecem, mas sabe de uma coisa? Tudo isso vem acontecendo há tanto tempo que eu já tenho todo o tipo de anticorpos que eu preciso pras ações... ler mais

Meu primeiro grande sonho

       Nunca desista de um sonho… Se você não achar em uma padaria, tente em outra! É o que eu já li em nicks no MSN, perfil no Orkut, botecos e propagandas mas, o que parecia ser uma coisa banal, uma simples frase de caminhão, pode ter um grande significado. Mas de onde vem e até onde vai esse sonho? Até onde você pode (e quer) chegar? O que você tem que fazer pra conquistar o que você quer? O que está disposto a fazer por isso? Quando eu via esse tal de sonho nos olhos e no coração das pessoas, eu tinha tanta vontade de ser igual, de ter um sonho, mas nunca tive. Quer dizer, acho que até pouco tempo atrás, meu único sonho era conseguir ter um sonho, ele não precisava ser grande, de marca, vermelho, nem mesmo precisava ser imediato e instantâneo, muito menos utópicos, precisava ser um sonho intenso. Esse meu “sonho” não me deixava ir a lugar algum, esse meu sonho de ter um sonho me fazia ficar de pé, com uma mala pronta, só esperando que ele aparecesse de repente e me levasse pra outro mundo, mas ele nunca vinha… E eu nunca dormia satisfeita. Então, começou: primeiro foi minha mãe, realizou seu sonho, com muita batalha e perseverança, depois meu irmão mais velho foi buscar o sonho dele e levou os meus outros dois irmãos, para apoio moral e força física. Depois minha irmã, que chorou, se descabelou, cantou, riu, fez de tudo para conquistar um espaço onde ela queria, e eu pensando por que eu era a única... ler mais

Sorria, você está sendo filmado.

             Eu ainda não sei por que nós estamos rodeados de beleza externa, se no final das contas, todos acabaremos iguais, e no inicio de tudo, todos nós éramos a mesma coisa, células.     De jeito nenhum quero minimizar a beleza, mas eu não entendo muito bem esse lance de TER que ser bonita, TER que ser magra, TER que ter um cabelo lindo. Por que todos os meus amigos homens, quando eu venho reclamar que eu não tenho um namorado diz pra mim “Se você emagrecesse… Se você cuidasse mais do seu cabelo” Mas… Se eles são meus amigos, certo?! Eles gostam de mim como eu sou, ou deveriam gostar, não é?! Então por que um menino não pode gostar de mim pelo o que eu sou, do mesmo jeito que os meus amigos gostam, mas com vontade de me beijar? Eu quero dizer, por que ninguém se apaixona por mim? E não, eu não vou me desmerecer, não vou ter pena de mim agora, nesse momento, não vou dizer que é por que eu sou gordinha, não vou dizer que meu cabelo me odeia, vou dizer simplesmente que se os meninos não se apaixonam por eu ser linda, ou linda do meu jeito, e sim por que eles não se apaixonam e pronto, acabamos por aqui. A beleza está totalmente ligada às tristezas e crises da adolescência, é impossível nós, jovens, estarmos totalmente felizes com o que vemos quando olhamos no espelho, e eu posso dizer que, não só nós como todos aqueles que já experimentaram da adolescência um dia na vida.... ler mais
Página 36 de 37« Primeira...102030...3334353637

Confira meu Single A Resistência das Minas

 

Sou escritora, terapeuta holística, facilitadora de processos de autoconhecimento e estou colocando “Ritmo” em meus escritos (Poesias) e fazendo um RaP disso tudo, um rap no estilo “zen vergonha”, risos.

Eu amo escrever e compartilho meus processos de evolução para que as pessoas se sintam inspiradas a correrem atrás de seus próprios sonhos.  Quando eu escrevo, exponho meu ponto de vista. Minha leitora ou meu leitor não necessariamente concorda comigo e, na verdade, concordar ou não é o que menos me importa.

Quando escrevo, estou fazendo uma terapia. Estou tirando algumas conclusões de assuntos que muitas vezes são inconclusivos. Conclusões essas que posso expandir ou até mudar a partir de uma nova informação ou experiência. Quando escrevo, estou racionalizando meus processos de autoconhecimento e conhecimento do mundo.

Quando eu disponibilizo o que estou escrevendo para que as outras pessoas possam ler, minha intenção é que, se sentirem no coração, reflitam sobre e tirem suas conclusões pelas próprias experiências!

Como terapeuta e facilitadora de processos de autoconhecimento, sou praticante da técnica de cura energética ThetaHealing e criei uma Oficina de Autoconhecimento. Essa Oficina tem uma metodologia exclusiva porque é do meu coração para o coração de vocês, eu mesma desenvolvi a partir de estudos de comunicação (sou formada em Jornalismo), cura energética e reprogramação mental (ThetaHealing e outras técnicas) –  então é bem especial mesmo <3

Essa metodologia chamada Sistema de Gerenciamento de Questões Pessoais propõe um novo olhar sobre um “problema” (questão), com foco na *solução*.

Estou produzindo meu primeiro álbum de música como Gabitopia e logo tratei novidades <3

 

Paz e Luz

Nesta categoria, você encontrará textos sobre minha experiência com a espiritualidade. Como um Ser em evolução, faço aqui as reflexões sobre como me conectar com meu Eu superior e como posso ser uma pessoa melhor no meu cotidiano com minha família, amigos, desconhecidos e nas relações profissionais.

Esta categoria é muito mais genérica e estão os textos sobre comportamento, vegetarianismo e outras reflexões sobre o meu estilo de vida ideal.
Estilo de Vida

Esta categoria é muito mais genérica e estão os textos sobre comportamento, vegetarianismo e outras reflexões sobre o meu estilo de vida ideal.

A categoria mais antiga do blog! Em Crônicas você pode ler todos meus textos cheios de aventura, romance, reflexões e, claro, muito beijo na boca. Tudo escrito com muito carinho, cada crônica escrita no tom e no ritmo que achei coerente para o tema.

A categoria mais nova do site, criada em Julho de 2015.  Segundo Aristóteles, a catarse diz respeito à purificação das almas por meio de uma descarga emocional provocada por um drama. Neste espaço exponho porque eu me sinto purificada com algumas obras artísticas, por exemplo: músicas, longas ou curtas ou artes plásticas.
Catarses

A categoria mais nova do site, criada em Julho de 2015.  Segundo Aristóteles, a catarse diz respeito à purificação das almas por meio de uma descarga emocional provocada por um drama. Neste espaço exponho porque eu me sinto purificada com algumas obras artísticas, por exemplo: músicas, longas ou curtas ou artes plásticas.

Em Matérias, publico os textos jornalísticos que produzo de forma independente e livre. Os temas são os mais diversos, inspirados nos últimos acontecimentos ou de temas que são relevantes para mim. Alguns materiais são da época da faculdade em que guardo com muito carinho toda aprendizagem dessa importante fase da minha vida.

Essa categoria foi criada após eu conhecer o campo da manipulação de energia com o objetivo de curar minhas feridas emocionais e fisicas, sanando-as e desobstruindo meus centros de energia para que eu possa cumprir minha missão de forma mais saudável, feliz, em paz e com gratidão. Aqui compartilho o que aprendo.

Gabriela Pagliuca

aka/vulgo Gabitopia

Sou artista e facilito processo de autoconsciência. Alimento o Gabitopia, esse blog, há mais de 11 anos. Estudei e sigo estudando comunicação, facilitação de grupos e técnicas de cura a partir de manipulação de energia (holística).

Meu blog é onde está quase todo meu trabalho como escritora, para saber mais clique aqui. Para saber mais do meu trabalho como facilitadora de processos de autoconhecimento, acesse aqui.

Meu propósito é amar, dar amor e estar em paz. Aqui é meu lar virtual, uma ferramenta para eu cumprir meu papel!

Gosta do Gabitopia?

Faça uma Contribuição Voluntária

Para apoiar o Gabitopia e meu trabalho de forma geral, você pode contribuir no botão abaixo, com o valor que quiser. Se quiser fazer uma contribuição voluntária ou parceria recorrente (mensal, semestral, etc), entre em contato no gabitopia@gmail.com que podemos conversar melhor.

Agradeço muito a todos que já me apoiam, pois sem esse apoio não conseguiria!

Envie uma mensagem preenchendo o formulário:

gabitopia@gmail.com

w

(13) 981310537

whatsapp