Nave de Odessa

Nave de Odessa

Todos seres de luz fazendo seu trabalho, Juntos tornam-se um, como cartas do baralho Escutaram o chamado e aos poucos foram recrutados Todos na mesma estação para serem curados. Não dá pra julgar a brisa de ninguém Porque cada um é um universo muito além Há anos dizia que não iria, Que essa onda eu não aguentaria. Mas eu já estava preparada, Resolvi, então, encarar essa jornada. Odessa, começou! O brilho dos olhos abraçou. A abertura de caminhos Vem regada de pulinhos. Como uma boa buscadora, Dessa grande celebração é merecedora. Odessa – de odisséia e quer dizer grande jornada, Mais uma iniciação em sua caminhada. Odessa – de verde e laranja sua aura emana Mais uma iniciação em sua experiência humana. Minha sensação era de estar em casa Embora eu tenha a certeza que aquele sítio criou asa. Em minha defesa já aviso de ante mão Lá dentro é cada um em seu mundo de ilusão. Meu mundo foi leve, do tipo que quis meditar no meio da pista Pra me equalizar com a galera toda que também se joga e se arrisca Lá na nave entrei na fé, Sabia que haveria energia para ficar de pé. Fui com dois duendes de confiança, Estava certa que só coisa boa ficaria na lembrança. Custei entender que ali era um campo diferente, Mas tudo estava programado, as energias se modificaram de repente De noite os duendes apresentavam a nave para os novatos, Mas também precisariam limpar, lidar com os fatos. Saíam de suas cascas ao amanhecer Percebi que ali tudo que eu quisesse eu poderia ser. Após a limpeza, aumentar... ler mais
Lições do professor opressor

Lições do professor opressor

Em aviso na parede, a casa anuncia que é contra opressão, Me senti segura, era só avisar que expulsariam o vacilão. Não me julgue por na hora não denunciar, Achei que com minha arte poderia algo a mais ensinar. No clima da noite, a atração física facilmente transparece, Mas sem empatia, o lado sombrio rapidamente aparece. Ele chegou em mim com um papo interessante, Mas logo a conversa ficou bem maçante. Como um ser de luz ele se apresentou, Tinha algo a ensinar, mas logo me indignou: Ignorava minhas ideias e, mesmo pedindo a fala, me cortava, Só queria vomitar sua sabedoria e não me observava. Pedi para me olhar com mais atenção por um instante, Disse que já tinha feito isso e que me achava deslumbrante. Mas percebi pra onde aquilo tudo iria Quando disse que gostou da minha calça, sendo era uma saia que eu vestia (???!!!!!) Que saco, que fora, tava dando minha hora! Ele não verificava meu nível de conhecimento no assunto, Pois já partia do princípio que era melhor que todo mundo. Foi ficando mais chato porque repetia as mesmas lições, Sendo que era fácil alcançar, tínhamos semelhantes visões. Eu entenderia seja lá o que ele falasse, Eu até esperava que ele se aprofundasse. Mas não, repetia sem perceber que aquilo eu já sabia Acho que foi aí o começo da grande ironia. Um ser de luz que não vê sua própria arrogância Apenas porque parece que já superou alguns medos e sua ganância. E, sabemos, suas trevas admite qualquer buscador Mesmo sendo resiliente e resistente a qualquer tipo de dor Tudo bem, por... ler mais
Ser sem Fim

Ser sem Fim

Um brinde aos prefeitos eleitos, muitos deles bem suspeitos… Sem copo, meu bic acendo Só sei que meu voto eu não vendo. Na paz de Jah só vejo luz Doida nada, só estou fazendo juz A todo poder que está dentro de mim Sim, me sinto um ser sem fim Em profunda meditação Só escuto a voz do coração Sei o poder de cura que me fora dado E preciso de cautela, cuidado! Com cuidado me abro para qualquer obsessor Não vou deixar ninguém aqui sentir aquela dor Assumo a briga, a responsabilidade Sei fazer bom uso da minha sensibilidade Venha pra mim, que luto, sem medo Com minha luz eu ganho sem segredo Só vemos fim, o barco tá furado Já tá todo mundo saturado Nada é nosso, é tudo emprestado Mas o mundo não precisa viver assustado Não existe fim, nem começo Nós somos o próprio infinito, sem preço Abro meu campo pra energias densas De que valem experiências pouco intensas Como instrumento da criação, Percebo que transmutar é minha vocação E isso me faz feliz, me faz rir A vida vale a pena quando não paramos de sorrir E nada é nosso, é tudo temporário A vida passa e nem vemos o horário Já é tarde e mais ganhou quem viveu Quem foi resiliente Confiante Humilde Se fez de instrumento Passou! A vida se foi como o vento. Até gosto de desafios pelo risco É aprendizado por isso arrisco Zona de conforto, pra mim, é coisa pouca Quero mesmo gritar até ficar rouca Quero mergulhar em mim, Porque sei que sou um ser sem fim A... ler mais
Vai passar

Vai passar

Já tive essa mesma vontade de desistir, uma enorme vontade de partir, vinha de um vazio no coração, me diziam que era falta de oração. No meu íntimo, porém, eu sabia que era algo muito mais além. Não queria pertencer a esse mundo de consumismo nem diminuir minha dor com eufemismo. Eu não sabia como eu iria sair do sistema não queria fazer parte desse sujo esquema. Até que um dia me percebi um espírito com liberdade Bastava ir atrás de viver minha própria verdade. Voa, voa… Liberdade! Espírito Livre voa! Não se limite…. Não se aprisione nessa camisa de força ela é ilusória e temporária. Espíritos livres, somos todos nós Precisamos apenas identificar e desfazer os nós Procurando mergulhar fundo em mim, entendi que eu sou um ser sem fim. A cada dia descobrindo uma novidade, a experiência não vem só com a idade, e sim com a intensidade que se vive, com atenção plena e uma dica: não se prive! O mais importante foi deixar de me vitimizar preferi o meu tempo otimizar Ao invés de culpar os outros por minha dor, resolvi praticar cada dia mais o amor. Voa, voa… Liberdade! Espírito Livre voa! Não se limite…. Não se aprisione nessa camisa de força ela é ilusória e temporária. Aquela vontade de partir se foi com a meditação, e também com a prática diária da gratidão. Mas a compaixão foi determinante nem preciso dizer o quanto me senti gigante! Eu entendi que independente de religião, estamos aqui para evoluir, sem limitação. Se nos sentimos presos, limitados, os valores da sociedade podem ser refutados. Pois nem sempre... ler mais
Liberdade

Liberdade

O que podemos ser, Se não livres? Já conhecemos a repressão, E isso é tudo que não somos, ao menos em essência. Experimentamos na Terra de tudo, inclusive a limitação. Mas não viemos só pra sermos presos. Viemos pra transcender! Nascemos livres, Mas aceitamos as amarras Hereditárias Sociais Religiosas Amedrontadas Somos parte da natureza E ela é livre Mas como desfrutar desse DIREITO? Não é andando “Na linha” Como quer a sociedade Não é aceitando qualquer regra Qualquer autoridade Qualquer história Regras sociais sem sentido Sempre buscando reprimir Dizer não Oferecendo muleta emocional Oferecendo dependência sentimental. O que devemos ser Se não livres? Não sei de onde viemos De onde as grades surgiram Mas talvez seja a hora de rompê-las A ruptura do paradigma do não Do “não dá”. Podemos tudo, Tudo mesmo. A única exceção à regra É quando se fere o outro. Somos livres. Mas, no mundo material, Há limitações Podemos escolher as nossas O que deve nos prender, apenas, Quiça é a missão que temos nessa Terra. Busque sua missão E desfrute-a com... ler mais
Agir e fluir

Agir e fluir

Posso não saber exatamente o que quero, mas já me conheço pra saber o que não quero. Meus desejos são passageiros. Vou provando, experimentando… deixando fluir e vendo mais contrastes. A vida não é tão intensa a toa, me mostra caminhos: tomar atitudes para mudar ou relaxar e deixar fluir Posso fazer da minha vida uma dança cósmica cheia de significados Um sinal. Mas um sinal, pra quê? Não sei o que quero! Posso, com cada sincronicidade me espantar me embasbacar Ou posso ignorar completamente. Só me preocupar. Mas entre o preto e o branco há muitos tons de cinza – diversos caminhos do meio. Buscando o meu, a cada momento. Talvez eu não precise ficar tão alerta como pensava. Isso angustia. Basta atentar-me, fazer as perguntas certas, na hora certa. Ouvir a resposta pelo coração, não pela mente. Que mente. Quando eu precisar, eu já sei: o Universo age, manda sinais, avisos, contatos para que eu siga meu caminho. Como eu me sinto é meu termômetro Eu observo: como me sinto hoje me mostra que devo tomar atitudes para mudar ou relaxar e deixar... ler mais
Sobre amar e temer

Sobre amar e temer

É sempre sobre amor ou medo. É o medo de perder, [se.perder] O amor permite fluir, p e r m i t e O amor é um #quero #sóvai #vemcomigodepoisteexplico E pode ser racional ao mesmo tempo! Calma: vamos, mas vamos conscientes, em paz, com a leveza que a vida tem que ter. O medo é um “não quero tanto assim” “ainda não estou preparada pra lidar com as energias alheias” é um não. é um “definitivamente você não devia fazer isso”, um “discordo!”. Quando consciente, há respeito pelo outro, mas continua irredutível. O medo domina as atitudes, somos controlados pelo medo, quem em sã consciência quer ser controlado? #desligaatv #autoestudo #autoconhecimento #liberdade Mas aí vem o amor em forma de desejo, o desejo reprimido é despertado e quem está disposto a amar se entrega. Diz sim, quebra paradigmas, deixa fluir, vai em busca de sua missão. A melhor coisa é saber o que quer, ser um ser numa missão, que não perde tempo. Com consciência. Quem se permite amar se entrega, faz as tentativas, faz sua parte compreende se recebe nãos – no tempo de Deus, não no meu! Se fode, aprende com os erros, vive a dor Ama demais pra se deixar permanecer por muito tempo ao chão. Levanta e segue em frente. Experimenta o novo sem medo de julgamentos sem apego a conceitos e histórias tem empatia, conhece outros pontos de vistas e se desconstrói Vive o agora, se constrói de novo, pra voltar o ciclo sem fim. Esse é o amor, é a natureza, é o fluir. Respeitando tudo e a todos. Deixando o mínimo... ler mais
Poema pronto para piadas infames

Poema pronto para piadas infames

Já sei que serei chamada de dramática Mas hoje ouvi que mulher é igual a matemática: tem muitos problemas, tem suas regras e ninguém entende mas é claro que apenas brincar é o que se pretende Estamos cansadas. Cansadas de após toda piada dar o mesmo aviso: cuidado quando se expressar a fim de arrancar riso. Pra quem tudo isso tem graça? Só pra quem não tem medo de no escuro andar na praça. Todos possuem feridas emocionais E mesmo como seres racionais, tem vezes que não podemos evitar, dá vontade de gritar: ELEMENTOS EXTERNOS ACIONAM, SIM, NOSSOS GATILHOS! É difícil amar ao próximo como uma mãe ama a todos os seus filhos? Pra quê cutucamos tanto a ferida de terceiros se nem ao menos nós estamos inteiros? Pra que ainda geramos tanta dor, se sabemos que a resposta é sempre o amor? Palavras podem parecer nada, passar quase despercebidas mas são elas que validam a violência e tornam as mulheres coibidas. Dizem que hoje a opressão é inexistente, sim, verdade – mas só pra quem insiste em ser prepotente. Ou pra quem está inconsciente – basta despertar! Não há razão para essa bobagem continuar. Pra quem tá cego realmente não existe a opressão não culpo, não julgo, apenas peço mais luz no coração Saiba que ela está ali, qualquer uma pode sentir basta observar esse meu desabafo que não me deixa mentir. Pra quem não conhece a empatia, pequenas doses diárias funcionam como homeopatia. O que parece uma fala inofensiva é apenas uma reprodução bem intensiva De que as nossas características não são bem vindas na sociedade, mas... ler mais
Nota de Rodapé

Nota de Rodapé

Nota de Rodapé Gabriela Pagliuca Eu só quero paz irmãos, sobrinhos e pais Confesso que penso o tempo todo “Gabi, corra!”, Mas família é importante, p**ra! Estou acompanhando um país em guerra, Injustiça, miséria e intolerância com quem erra. Cultura do circo e do pão, tudo que vocês estão lendo na Veja é manipulação. Mas eu escolhi acreditar e pensar diferente, hoje estou mais em paz genuinamente. Resolvi parar de me fazer de vítima, e acho que minha escolha é sábia e legítima, assumi a responsabilidade pela minha existência, eu não tenho culpa se algum de vocês optou pela desistência. (melhorem, apenas) É por essas que vocês se irritam, não é? Por eu dizer coisas do tipo notas de rodapé. Eu tenho que ouvir, calada, as pessoas falando coisas absurdas Por que só eu aqui preciso mesmo me fazer de surda? Transcendi as notas, já não me importo mais em ser vermelha. Afinal, agora eu tenho uma música inteira Vocês poderiam ter mais paciência, mas só ficam zuando minha pseudociência. Não ligo se não acreditam na filosofia que eu resolvi acreditar, Mas acho que sou a filha mais determinada que conseguiu morar de frente ao mar. Nunca enfiei goela abaixo nada para ninguém, mas os mais espertos já se aproveitam de uma parte do que sei. (gratidão por confiarem em mim!) Já tive síndrome do pânico, depressão, pouca fé e muita reclamação. Já tive gastrite nervosa, mas já não sou mais alguém ansiosa. Tudo porque escolhi ver a vida com outro olhar, Fui atrás do que é meu, e em Santos encontrei finalmente um lar. Meu ponto de vista... ler mais
O mundo anda mesmo chato…

O mundo anda mesmo chato…

Às vezes me pego pensando como o mundo anda mesmo chato. As pessoas preferem olhar o mundo como um lugar feio e cruel, cada vez pior, enquanto poderiam olhar para o mundo como um lugar de evolução e cheio de beleza, amor, solidariedade. O mundo tá essa chatice porque as pessoas não aceitam as coisas como são, querem mudanças para ontem – porém ignoram todas as que já existiram, não percebem como já evoluímos, mudamos e estamos corrigindo nossas falhas aos poucos, a medida que cada consciência desperta. O mundo tá chato porque nós pegamos essa falta de aceitação e temos atitudes não produtivas: apenas reclamamos, ao invés de impactar positivamente o máximo de pessoas possível. O mundo está chato porque as pessoas estão ainda movidas pelo ego – medo, raiva, inveja, ciúme, competição… As pessoas estão tensas, elas julgam o tempo todo. O mundo está chato porque soluções como perdão, paciência, não-julgamento e outras atitudes nobres são vistas como impossível, como fantasiosas. O mundo está chato porque ainda não sabem entender os sinais do corpo, do subconsciente e ficam culpando os outros pelos seus problemas pessoais. As pessoas fazem o mundo mais chato quando preferem compartilhar mais links sobre a crise do que links sobre como sair dela, como divulgar seu negócio na internet, como se motivar para sair da escassez. Ah, falando nisso: não podemos nos motivar. O mundo está tão chato que as pessoas felizes, gratas e animadas são tachadas de alienadas e frias, além de, claro, irritar ainda mais quem já está em estado de irritabilidade crônica. Claro que não sou ninguém para dizer que essa pessoa está... ler mais
Página 4 de 37« Primeira...23456...102030...Última »

Confira meu Single A Resistência das Minas

 

é Gabitopia

Sou escritora, terapeuta holística, facilitadora de processos de autoconhecimento e estou colocando “Ritmo” em meus escritos (Poesias) e fazendo um RaP disso tudo, um rap no estilo “zen vergonha”, risos.

Eu amo escrever e compartilho meus processos de evolução para que as pessoas se sintam inspiradas a correrem atrás de seus próprios sonhos.  Quando eu escrevo, exponho meu ponto de vista. Minha leitora ou meu leitor não necessariamente concorda comigo e, na verdade, concordar ou não é o que menos me importa.

Quando escrevo, estou fazendo uma terapia. Estou tirando algumas conclusões de assuntos que muitas vezes são inconclusivos. Conclusões essas que posso expandir ou até mudar a partir de uma nova informação ou experiência. Quando escrevo, estou racionalizando meus processos de autoconhecimento e conhecimento do mundo.

Quando eu disponibilizo o que estou escrevendo para que as outras pessoas possam ler, minha intenção é que, se sentirem no coração, reflitam sobre e tirem suas conclusões pelas próprias experiências!

Como terapeuta e facilitadora de processos de autoconhecimento, sou praticante da técnica de cura energética ThetaHealing e criei uma Oficina de Autoconhecimento. Essa Oficina tem uma metodologia exclusiva porque é do meu coração para o coração de vocês, eu mesma desenvolvi a partir de estudos de comunicação (sou formada em Jornalismo), cura energética e reprogramação mental (ThetaHealing e outras técnicas) –  então é bem especial mesmo <3

Essa metodologia chamada Sistema de Gerenciamento de Questões Pessoais propõe um novo olhar sobre um “problema” (questão), com foco na *solução*.

Estou produzindo meu primeiro álbum de música como Gabitopia e logo tratei novidades <3

 

Paz e Luz

Nesta categoria, você encontrará textos sobre minha experiência com a espiritualidade. Como um Ser em evolução, faço aqui as reflexões sobre como me conectar com meu Eu superior e como posso ser uma pessoa melhor no meu cotidiano com minha família, amigos, desconhecidos e nas relações profissionais.

Esta categoria é muito mais genérica e estão os textos sobre comportamento, vegetarianismo e outras reflexões sobre o meu estilo de vida ideal.
Estilo de Vida

Esta categoria é muito mais genérica e estão os textos sobre comportamento, vegetarianismo e outras reflexões sobre o meu estilo de vida ideal.

A categoria mais antiga do blog! Em Crônicas você pode ler todos meus textos cheios de aventura, romance, reflexões e, claro, muito beijo na boca. Tudo escrito com muito carinho, cada crônica escrita no tom e no ritmo que achei coerente para o tema.

A categoria mais nova do site, criada em Julho de 2015.  Segundo Aristóteles, a catarse diz respeito à purificação das almas por meio de uma descarga emocional provocada por um drama. Neste espaço exponho porque eu me sinto purificada com algumas obras artísticas, por exemplo: músicas, longas ou curtas ou artes plásticas.
Catarses

A categoria mais nova do site, criada em Julho de 2015.  Segundo Aristóteles, a catarse diz respeito à purificação das almas por meio de uma descarga emocional provocada por um drama. Neste espaço exponho porque eu me sinto purificada com algumas obras artísticas, por exemplo: músicas, longas ou curtas ou artes plásticas.

Em Matérias, publico os textos jornalísticos que produzo de forma independente e livre. Os temas são os mais diversos, inspirados nos últimos acontecimentos ou de temas que são relevantes para mim. Alguns materiais são da época da faculdade em que guardo com muito carinho toda aprendizagem dessa importante fase da minha vida.

Essa categoria foi criada após eu conhecer o campo da manipulação de energia com o objetivo de curar minhas feridas emocionais e fisicas, sanando-as e desobstruindo meus centros de energia para que eu possa cumprir minha missão de forma mais saudável, feliz, em paz e com gratidão. Aqui compartilho o que aprendo.

Gabriela Pagliuca

 

Sou escritora e atendo como terapeuta holística. Alimento o Gabitopia, esse blog, há mais de 10 anos. Estudei e sigo estudando comunicação, facilitação de grupos e técnicas de cura a partir de manipulação de energia (holística).

Meu blog é onde está quase todo meu trabalho como escritora, para saber mais clique aqui. Para saber mais do meu trabalho como terapeuta, acesse aqui.

Meu propósito é amar, dar amor e estar em paz. Aqui é meu lar virtual, uma ferramenta para eu cumprir meu papel!

Gosta do Gabitopia?

Faça uma Contribuição Voluntária

Para apoiar o Gabitopia e meu trabalho de forma geral, você pode contribuir no botão abaixo, com o valor que quiser. Se quiser fazer uma contribuição voluntária ou parceria recorrente (mensal, semestral, etc), entre em contato no gabitopia@gmail.com que podemos conversar melhor.

Agradeço muito a todos que já me apoiam, pois sem esse apoio não conseguiria!

Envie uma mensagem preenchendo o formulário:

gabitopia@gmail.com

w

(13) 981310537

whatsapp