Essa categoria é bem genérica e diz respeito, de modo geral, às minhas reflexões sobre o meu estilo de vida ideal.

Spectacular X High School Musical

29/07/09 clique nas imagens para ampliar, se quiser! Sinopses linkadas para páginas da internet (não quero ouvir comentários sobre isso, é só pro pessoal se familiarizar): Spectacular x High School Musical O que é? Spectacular! é o mais novo filme da Nick, lançado aqui no Brasil na quinta feira passada, dia 23. High School Musical é ‘clássico’ (ou melhor: sensação) filme da Disney, de 2006. Por que a comparação: Os dois trazem músicas e dança, as sinopses são diferentes, mas não tem como não lembrar de um quando se assiste outro. Os dois filmes tratam de adolescentes que gostam de cantar e dançar, que competem por algum prêmio e eles têm “arqui-rivais” e nos dois filmes, os personagens correm atrás de seus sonhos. Ponto positivo: HSM tem qualidade Disney e Spectacular tem uma estória mais sólida. Ponto negativo: HSM tem uma estória com pouco sentido e meio confusa se vc reparar (comentário pessoal CP: como a Disney adora fazer), o fim é quase igual o começo, mas sem a parte dos preconceitos. Spectacular desenvolve a trama sem auges de emoção. As músicas: do HSM são legais pra cantar e dançar e não são autênticas suficientes pra ficar escutando um CD inteiro do HSM; Spectacular tem músicas pra serem escutadas, dançadas e cantadas! Conclusão: As crianças devem gostar de todos, mas HSM deve ser o preferido por causa das cores e músicas mais animadas e dançantes, entretanto, mesmo com a qualidade Disney, arrastar um adolescente, jovem ou adulto para assistir HSM dará muito mais trabalho do que se fizer isso com...

Imperfeição

Foto: Gabriela Pagliuca Não aguento mais essa pressão,   pessoas me julgando por fora e não por dentro e ainda dando sugestões.   Não aguento mais esse clichê de que “ninguém me ama”, “ninguém me quer”, “sou diferente”   se eu digo isso é por que eu me sinto realmente   não é pra me SENTIR assim,   mas hoje eu me sinto igual a tantas por aí,   eu estou crescendo e se não conseguem me acompanhar   eu só preciso me liga pra numa vida errada   não acaba entrando e seguir o que eu acredito…   Não quero mais ouvir as pessoas me dizendo pra tomar juízo, sei tomar conta de mim, sei o que é bom pra mim,   não importa a fama que me taxam, não vou mudar pra ser   aceita num grupo que eu nem ao menos quero estar…   tenho me importado com meu caráter, pois ele mostra   o que sou de verdade e não o que querem que eu seja.   Já não me importo mais com pessoas duvidando do que sinto, dizendo que eu minto, estou vivendo minha vida,   sou só uma menininha, ainda tenho muito que aprender,   vocês podem me seguir e tentar me entender,   mas se não conseguir paramos por aqui,   daqui uns anos te alcanço e voltaremos de onde paramos.   Pode não parecer, mas isso é sim um protesto cuzão, não curtiu então alguma sugestão?   Sou só uma garota e não devia ta falando palavrão,   mas isso é liberdade de expressão,   não tenho um estilo definido  ...

Qual o sentido da tristeza?

Qual o sentido da tristeza? É aprender com os erros que cometemos pensar que tudo tem um jeito, que ninguém é perfeito e que tudo pode mudar… E que tudo VAI mudar.   Não pensar que tudo está perdido e que sempre há uma maneira de reverter, é aí que a gente enxerga que a vida é simples demais e somos nós que a complicamos. Ou que o sentido não é o que a gente sempre achou e sim o contrário disso. Quando estamos felizes, nunca paramos pra pensar nos problemas e agimos como se o mundo fosse perfeito, mas quando estamos tristes, nunca pensamos que a felicidade pode chegar. Uma amiga um dia me disse uma coisa muito legal, que era mais ou menos assim: podemos não estar nesse mundo pra fazer coisas grandes e sim para aprender as lições da vida. E essas lições servirão para outras vidas. Só por que estamos felizes não podemos esquecer de Deus e de agradecê-lo. Sempre deveríamos pensar em coisas felizes para que essa felicidade de multiplicasse, e quando estamos triste deveríamos pensar sempre em coisas felizes, e nada de adiantar a única certeza que temos em nossa vida! Se você tenta mudar, mas o mudo dá as costas pra você, comece a brilhar mais e mais até ele perceber que você está lá e finalmente virar de frente pra você! “Hakuna Matata!”. E todos cometem erros, alguns irreversíveis, mas depois que um “pinguinho de tinta cair num pedacinho azul do papel” podemos transformar a imagem cinza em um dia alegre e colorido, por que às vezes os erros são melhores...

Como tomar decisões certas? (versão curta)

(versão original) Depois que as redes sociais passaram a dar a opção de colocar em religião um “tenho um lado espiritual independente de religiões” (Orkut), comecei a usar essa definição, pois foi mais ou menos quando abandonei meu rótulo de católica. Esse lado me faz questionar o que é certo e o que é errado, de acordo com as leis do homem e de Deus. Não que religião seja ruim, mas gosto de me sentir livre para acreditar no que quiser. Não gosto de ser obrigada a acreditar em algo pré-estabelecido se para mim não fizer sentido. Liberdade me encanta. E como eu gosto dela, comecei a questionar: liberdade é fazer tudo o que queremos, sem pensar em mais nada? Será? Como tomar decisões certas? Nossa sociedade está cheia de tabus, crenças e principalmente julgamentos que não fazem sentido, pra mim. Há muitas atitudes que tomamos e que não faz mal pra ninguém, mas a sociedade julga. E a religião ajuda muito isso. Não todas e nem todos os religiosos, mas alguns que incomodam por muitos. Muita gente que vive aparentemente sob regras divinas, mas por dentro estão cheias de ódio, rancor, raiva, infelicidade, inveja… É isso que Deus quer? Tudo o que acredito é que o que vale é nosso coração e nossas intenções. Não importa se parece boa intenção, Aquele que nos vai julgar (seja qual for sua crença) não se importa com aparências. Deus só se importa se você é bom ou ruim, lá no fundo do seu coração. O que é certo e o que é errado? Como devo agir? Como você achar que é...
Página 6 de 6« Primeira...23456

Gabriela Pagliuca

aka/vulgo Gabitopia

Sou artista e facilito processo de autoconsciência. Alimento o Gabitopia, esse blog, há mais de 11 anos. Estudei e sigo estudando comunicação, facilitação de grupos e técnicas de cura a partir de manipulação de energia (holística).

Meu blog é onde está quase todo meu trabalho como escritora, para saber mais clique aqui. Para saber mais do meu trabalho como facilitadora de processos de autoconhecimento, acesse aqui.

Meu propósito é amar, dar amor e estar em paz. Aqui é meu lar virtual, uma ferramenta para eu cumprir meu papel!

Gosta do Gabitopia?

Faça uma Contribuição Voluntária

Para apoiar o Gabitopia e meu trabalho de forma geral, você pode contribuir no botão abaixo, com o valor que quiser. Se quiser fazer uma contribuição voluntária ou parceria recorrente (mensal, semestral, etc), entre em contato no gabitopia@gmail.com que podemos conversar melhor.

Agradeço muito a todos que já me apoiam, pois sem esse apoio não conseguiria!

Envie uma mensagem preenchendo o formulário:

gabitopia@gmail.com

w

(13) 981310537

whatsapp